A sensacional Silja Magg e suas mulheres

Moradora e fan número 1 da cidade de Nova Iorque Silja Magg nunca planejou ser fotografa. Porém, por culpa do seu pai era fotográfo por profissão, e pelas várias horas gastas no quarto escuro dele, ela se deixou influenciar pela arte.
Logo quando completou seus 18 anos, Silja ganhou sua primeira câmera profissional e passou a fotografar cenários e pessoas aleatórias, mas o que seu pai não esperava era que as fotos ficassem tão boas logo de início. O que só reforça a teoria sobre o seu talento nato.
O trabalho da Silja tem uma singularidade mística que vale a pena ser admirada, e além disso tem um vínculo claro com a sua origem islandesa, como a própria disse em uma entrevista recente, “Crescer na Islândia é provavelmente a minha inspiração principal, o gelo, a escuridão, e o cenário místico compõem minhas raízes. Tentei apenas trazer esses elementos para o meu trabalho”. Também fica claro em suas fotos, que Silja não se atem a um estilo feminino, ou a um modo único de retrata-las, brincando  hora com o lado inocente e ingênuo, hora com o lado sexy e provocante, e hora com os dois de uma só vez.
Suas fotografias já foram divulgados em publicações como a Ponytail e Playing Fashion, além do que muitas ainda estão por vir.

Continue Reading

MIXTAPE PROFECIA

O fim do ano chegou e com ele a nossa mixtape, que dessa vez está num clima bem profético: 2012, fim do mundo, bruxaria e ciganismo, muito batuque e gingado étnico. Se o mundo acabará mesmo ano que vem, ninguém sabe, com essa incerteza criamos uma mixtape pra comemorar o rito de passagem nesse clima de superstição, cheio de tambor e misticismo, com remixes daqueles artistas que a gente ama! Bora dar o play e entrar no clima?

Documentário – Visionaries: Tom Ford

Documentário sobre o estilista Tom Ford, dirigido por Michael Bonfiglio. Michael acompanhou o estilista desde seu retorno à moda feminina, em setembro de 2010, até a abertura da primeira loja de sua marca, em janeiro de 2011. No documentário são abordado assuntos como o processo criativo de Tom Ford e o desenvolvimento do filme A Single Man (2009). Além disso, o documentário também aborda o início da carreira, a faculdade de arte cênicas na New York University e certas manias, como seus três banhos diários.

O estilista, que tem sido bastante discreto em suas apresentações e evita qualquer foto ou informação sobre a coleção antes do lançamento, aparece bem à vontade em frente às câmeras: ele mostra o seu ateliê em Londres, fala sobre seu método de trabalho, circula pelo backstage de um de seus desfiles e relembra momentos da sua carreira, como o dia que deixou a Gucci: “Lembro de chegar em casa, deitar na cama, fechar as cortinas e ir dormir. No dia seguinte, acordei e olhei o calendário, que sempre estava cheio de compromissos, e não tinha nada. Eu não sabia quem eu era, nem o que eu deveria fazer”, revela.

Innocent, in a way – Belladonna por Alberto Mielgo

Alberto Mielgo é um pintor e ilustrador de Madrid que depois de acabar seus estudos decidiu viajar para Londres, onde terminou trabalhandocomo diretor de arte, pintor e desenhista. Atualmente reside em Los Angeles onde trabalha para marcas mundialmente conhecidas como a Disney, Warner Bros., DreamWorks, Universal, BBC e outras. “Innocent, in a way” é um pequeno documentário que nos mostra dois diferentes mundos artísticos para uma combinação inesperada. Dirigido por Alexis Wanneroy que afirma “Foi uma experiência incrível captar aquela garota sexy mas tímida no seu relacionamento amigável e muito sincero com este carismático pintor. Tentei passar a mesma sensação durante a edição”. Alberto desenha e pinta Belladonna, uma atriz pornô americana que diz ” O que eu percebi do passar dos anos, é que quando estou em frente às cameras e vou fazer sexo, todas essas ideias sobre o que é certo e errado pela sociedade, simplesmente, vão embora” e parece combinar com o pensamento de Alberto “Por que minha pintura é chocante? São apenas pessoas relaxadas…pessoas nuas, que apenas mostram suas vaginas. Mas o que é vagina cara?… é a ferramenta mais importante da vida”. A edição foi feita de maneira a que os espetadores percebessem o quanto era um trabalho serio feito pelos dois artistas Confira mais sobre . Mais sobre Alberto em seu site.

Fotografias de Stanley Kubrick em Nova York nos anos 40

Antes de Stanley Kubrick se tornar um renomado cineasta, ele era um fotojornalista em Nova York, onde trabalhava para a revista Look. Sua carreira de fotógrafo começou em 1945, quando tinha apenas 17 anos. De 1946 a 1950, Kubrick trabalhou para a revista, completando mais de 300 trabalhos documentando os locais e as pessoas da cidade de Nova York. Suas fotos estão sendo vendidas com edições limitadas em parceria com o Museu de Nova York.

Continue Reading

Testando produtos: Peitos

Uma pequena animação criada pelo designer brasileiro Antonio Vicenti. Apaixonado por animação, peitos, stakebording e cerveja, segundo ele, onde se descreve em seu site. A ideia do vídeo foi de um sonho de infância, em ver sendo realizado o teste dos peitos, no programa de televisão dos anos 90 Beakman’s World. Como isso nunca foi possível, ele criou seu próprio teste. O vídeo ficou muito divertido! Confira o resultado.

Pintura versus realidade, por Alexa Meade

 

A artista americana Alexa Meade de 23 anos, desenvolve uma técnica  fantástica e curiosa, digna de admiração, onde procura  transformar pessoas e objetos em cenas de pinturas a óleo acabadas de sair de uma tela. Alexa primeiramente pinta, e depois fotografa a cena, transformando a percepção tridimensional em bidimensional. Um olhar despercebido acredita fielmente em ser uma pintura, mas Alexa mantém alguns detalhes que revelam a realidade. Para ela, sua técnica “embaralha a divisão entre ilusão e realidade” e mostra que “ver não é necessariamente acreditar” e segundo a artista “as apresentações fotográficas criam uma tensão entre a suavidade das fotografias e do tato físico, borram as linhas entre o que é representado e representação em si“. Simplesmente encantador!

Confira mais! Continue Reading

Gareth Pugh para MAC

É revigorante ver a quebra de barreiras que a moda proporciona, a prova disso são as parcerias que grandes marcas vêm trazendo para o seu portfólio. Neste último semestre tivemos a gigante Versace levando sua label às prateleiras da H&M, a Barneys NY incorporou um gift shop dedicado a cantora Lady Gaga e para o nosso deleite, a MAC firmou uma parceria com Gareth Pugh. O estilista conhecido por suas criações sombrias e de beleza inebriante, seguiu a tendência glam gothic ao desenvolver sua coleção, a parceria deu tão certo que o inglês co-produziu com Ruth Hogben  o video da linha de produtos.