A vertigem de Fabio Giampietro

vert1

vert2

vert3

Uma mudança de perspectiva. Essa é a proposta do artista milanês Fabio Giampietro, que pode ser vista em suas pinturas sobre as cidades, de cima de arranha-céus, com forte simbolismo contemporâneo. O artista faz uso de uma técnica única, onde o pigmento sobre tela é subtraído, sem que se faça necessário adicionar a tinta branca. O uso da geometria hiperbólica e da rotação do eixo visual são características marcantes no trabalho do italiano. A qualidade emocional é liberada na paisagem urbana tradicional e se desloca para o reino dos sonhos, da metamorfose e, às vezes, do pesadelo.

Apesar da semelhança com lugares reais, as obras de Giampietro possuem um aspecto onírico com referências de altos e baixos, e uma gama altamente refinada de diferentes matizes que vão da cor preta para os tons de cinza. Giampietro guia, através de sua arte, aqueles que desejam experimentar a vertigem e o inusitado, como uma viagem entre artérias que formam metrópoles, um corpo feito de concreto que pulsa diariamente e conta a história de quem anda e vive na terra, mas pensa e sonha acima da linha do horizonte.


vert4

vert5

vert6

vert7

vert8

vert9

vert10

vert11

Agora, representado pela Porto de Cultura no país, Giampietro está mais próximo do Brasil e poderá expor no país em breve.

Para conhecer mais do trabalho do artista, acesse.

Share Button
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

LNUS

Felipe Pedroso, é historiador, curador, pós-graduado em História, Arte e Cultura e especialista em Museografia e Patrimônio Cultural, dentre seus trabalhos, foi colunista web da Revista Trip e TPM e atualmente coordena o núcleo cultural do maior museu histórico a céu aberto do Brasil.

Comments on Facebook