O inusitado e o surreal na fotografia de Brian Oldham

brian0

Ele é o novo queridinho da cena, pipocou em todos os sites e blogs de arte e está no seleto grupo de artistas contemporâneos a compor o prestigiado catálogo da Galeria Saatchi. Com um trabalho constante, as produções do jovem artista de Los Angeles, Brian Oldham, derivam de uma visão rica e extraordinária com base na abordagem conceitual para uma variedade de temas, desde a imagem do auto-retrato à diferentes contrastes e possíveis conexões entre a natureza e o homem, que vão para além dos limites do tempo e espaço. O inusitado e o surreal fazem parte do escopo que compõe sua arte e atrai uma quantidade bem significativa de admiradores, mostrando que artistas que nascem na era web, não necessariamente permanecem nela, Oldham mostra justamente o contrário, rompendo as barreiras e levando seu trabalho para as mais prestigiadas galerias e museus. Uma ode ao século XXI.

brian1
Continue Reading

O eletrônico sombrio e experimental do Lorn

lorn0

Natural de Wisconsin, Marcos Ortega, conhecido pelo nome artístico de Lorn, tem se destacado na cena eletrônica underground – com uma pegada obscura e sombria, o Dj e produtor assinou com o selo Ninja Tune do Flying Lotus e desde então tem apresentado um conjunto de produções concisas e mais elaboradas, em sintonia com um projeto visual igualmente competente. Seu último vídeo Acid Rain, incrível, diga-se de passagem, demonstra esse amadurecimento. Tem tudo pra embalar as pistas darks mais espertas por aí.

Para conhecer mais:
Facebook
Soundcloud

O universo inquietante nas ilustrações de Igor Oliver

QUERIDAS ORELHAS

Engana-se quem pensa que Curitiba, hoje, não tem uma cena emergente de arte e cultura, a capital paranaense tem crescido vertiginosamente na produção artística e revelado grandes talentos, prova disso é o trabalho do promissor ilustrador e artista visual Igor Oliver e seu projeto Sociedade da Mente Arte – um projeto que reúne suas ilustrações, poemas e imaginações. Imaginação, essa que não lhe falta, seu universo em papel é inquietante, seus personagens misturam estranhas sensações e perturbações exaltando elementos como a solidão no olhar, ingenuidade, erotismo e fantasia. A síntese de tudo isso se concentra na figura do coelho, como ponto dessa ingenuidade, inteligência e astúcia. Autodidata, o artista utiliza uma série de técnicas em nanquim, aquarela, grafite e caneta posca, para compor seu trabalho. O universo onde residem seus personagem são o refúgio do artista, que constrói pequenas narrativas íntimas, das quais transformam-se em poesia através de seu traço e sua percepção estética.

TEELEESTRADA
Continue Reading

O refúgio fotográfico de Crystal Wings

moon1

moon2

Bastante conhecida no Flickr sob o pseudônimo de Crystal Wings ou Moon Hearted, a fotógrafa de identidade misteriosa encanta com tamanha sutileza de seu trabalho. As técnicas são mistas, sobreposição, manipulação, aplicação e inúmeras possibilidades que possam dar na telha da artista, que também transborda inspiração e imaginação, aliás, imaginação é o que não lhe falta – com cenários simples, poucos elementos e sensibilidade consegue transpor fragmentos lúdicos de um refúgio fotográfico que encanta aos olhos e transporta o espectador aos seus mais íntimos dos sonhos.

moon3
Continue Reading

Colagens contestadoras de Charles Wilkin

cola1

A colagem é aquele estilo de arte que de cara já gera um fascínio, ela permeia entre o DIY underground de protesto, os diários das girls bathroom e a mixed media, mas é claro, com técnicas e conceitos legítimos. O fascínio vem justamente do poder de um artista poder realizar sua arte sobre algo já posto e existente com um toque identitário, uma intervenção, uma referência ou mesmo sua própria marca. A obra do artista Charles Wilkin, trabalha justamente isso, colagens que investigam a luta inata entre causa e efeito, derivada principalmente das manchetes dos jornais e tabloides – Wilkin transpõe essa desarticulação de sobrecarga de mídia e consumo alvejadas em analogias tangíveis, ou seja, utiliza-se do efeito imagético da mídia sobre nós para contestar o efeito midiático.

cola2
Continue Reading

As provocativas fotografias de Stella T.

9050527401_4ec054336e_k

9269050017_53f0beaf0e_o

Stella Telatin, ou apenas Stella T, como é conhecida a fotógrafa italiana, ou pouco conhecida, já que, quase nada se sabe sobre ela, apenas seu nome e local de origem. Esse mistério todo envolvendo sua identidade e consequentemente seu trabalho, deixa tudo mais instigante – suas fotografias são provocativas e carregam um misto de surrealismo, mistério, uma boa pitada de criatividade e elementos inusitados.

9429763826_abeda52f46_o

8473883050_072e35e885_z
Continue Reading

Seis novas apostas musicais que você precisa conhecer

girlpower

Houve um tempo em que a internet era uma ferramenta mais precisa na difusão de artistas emergentes, há quem sugira que a bloghouse, responsável por catapultar uma centena de novos nomes na música esteja em seus últimos suspiros, em crise ou não, ano a ano aparecem outras centenas de novos nomes tentando um lugar ao sol no avassalador e disputado mercado musical. Nós ainda acreditamos nesse potencial da web 2.0 e em todo caso, listamos seis novas apostas musicais cheias de GIRL POWER para vocês.

Kehlani
kehlani

Natural de Oakland, a jovem Kehlani aponta no cenário do hip hop/ r&b underground como um grande nome para 2015 e se der sorte, para os anos seguintes. Seu álbum ‘You Should Be Here’ já é destaque em blogs especializados pela rede como um dos melhores álbuns do ano até agora.

A revista Billboard não poupou elogios, sua turnê de estréia já está praticamente esgotada e ninguém menos do que Rick Rubin já a adotou como queridinha do momento.

Tkay Maidza
Tkay

Nascida no Zimbábue e naturalizada na Austrália, Takudzwa Victoria Rosa Maidza, conhecida pelo nome de Tkay Maidza tem sido comparada com M.I.A. e Azealia Banks, mas as comparações ficam apenas no fato da garota ser rapper com traços multi-étnicos. Sua música é puro apelo pop, prova disso é que Tkay já performou o hit Fancy juntamente com Charli XcX. A cantora já se apresentou no SXSW 2014, juntamente com outros rappers do mundo todo, incluindo o rapper paulistano Rashid. U-Huh tem tudo pra ser o hit das duas da manhã nas pistas mais descoladas da noite, alguém duvida?


Continue Reading