Desenhos surreais de Stefan Zsaitsits

0bdd418c4fcd70aead2de791c8a5ac6d

Stefan Zsaitsits é um artista austríaco especializada artes plásticas e pintura, mas que encanta na arte do traço simples do lápis ou em uma humilde caneta quando se trata de desenho. Stefan definitivamente tem um sabor europeu levemente escuro e inusitado sobre a sua obra, onde cria esses fantásticos e detalhados desenhos, onde muitos são retratos surrealistas que se transformam em rostos-paisagens peculiares. Simples e poderoso. Cada interpretação de seu trabalho é  diferente da anterior, trazendo singularidade para cada desenho, e por isso Stefan opta por não fornecer nenhuma descrição com e de seus desenhos, além apenas de nomes individuais para cada um deles.

3c453cb0a3a4c249cb1bf79d9cb1c8cc

9b29f58d5be709206cc9b0d1d057c251
Continue Reading

Arte gotejante de Chrissy Angliker

 

Chrissy Angliker sueca, desde muito jovem teve contato com artes em geral mas a partir de 1996 ela teve a sorte de estudar com o artista russo Juri Borodachev, que se tornou seu mentor artístico por vários anos. Ela tem um portfólio diversificado que abrange o mundo do design, incluindo mobiliário, iluminação, design de produto, design de visualização e marca nas áreas de beleza e saúde. Chrissy tem cultivado seu próprio trabalho de arte e design, que continua a incorporar uma perspectiva política, espiritual e humanitária. Seu trabalho foi publicado em revistas e livros mundo inteiro. O foco de sua série mais recente de pintura encontra-se em criar uma relação equilibrada entre o controláveis ​​e incontroláveis. Para cada marca intencional, segue-se uma gota em queda livre. Esta série surgiu a partir de seu sentimento da vida em si é um equilíbrio entre o controle e o caos. Mais sobre a artista aqui.

Continue Reading

Ausländer Musik Festival 2013

auslander-musik-festival-rio-de-janeiro-m-mayer-hawthorne-beatrice-eli-girl-talk-brasil_647x430

Imaginem Mayer HawthorneGirl TalkBeatrice Eli,ViceroyThe Misshapes e algumas participações nacionais como o mestre João Brasil, o DJ Zé Pretim confirmados num único dia, em um castelo no Rio de Janeiro. Conseguiram? Esse é o Auslander Musik Festival que para a surpresa da maioria, fugindo do cenário fashion, traz um festival inédito pro Brasil. O festival passa por um financiamento coletivo graças à plataforma do Queremos que é responsável por trazer diversos artistas consagrados e novos nomes da música pro Brasil. O evento deve acontecer caso a meta de 600 ingressos a R$150 seja atingida, podendo depois os tais entusiastas serem reembolsados em até 100% com as vendas padrões. A primeira edição é estimada para o próximo dia 7 de dezembro no Castelo de Itaipava, distrito carioca de Petrópolis, RJ. Mais atrações devem ser confirmadas a longo prazo. Empolgou e quer ajudar a fechar o festival? Corre no site e compre o seu ingresso reembolsável.




via

From the Sea pela fotógrafa Deb Schwedhelm

44786_10151603014272915_1951419811_n

Cru, evocativo, honesto, real, às vezes mal-humorado e muitas vezes com uma vislumbre esperança. Assim, a própria fotógrafa Deb Schwedhelm descreve seu estilo. Seu amor por fotografia submersa começou na piscina do seu própio quintal, capturando o tumulto cotidiano dos seus filhos, nadando, brincando com os amigos, relaxando em risos e brigas. Mas, como Deb continuou a fotografar na água, imagens inesperadas começaram a surgir. Fragmentos cintilantes, perfis escuros, verdades obscuras, sussurrando poesia. Da piscina para rios, lagos, nascentes, enseadas da baía e do mar expansivo, esta poesia falou de novo e de novo e assim seguiu com o projeto From the Sea.  Enquanto Deb esta fotografando seus filhos e amigos, também esta fotografando a si mesma, entrando e saindo de foco, permitindo que o mundo líquido lhe traga novas imagens . Seus 10 anos de serviço militar, sua carreira como enfermeira, sua evolução como fotógrafa e suas experiências como mãe, culminam visualmente em uma mistura complexa e sugestiva de fotografias em sua carreira, que muitas vezes explora temas como a identidade da infância e da experiência humana. Deb se inspira e assume seu fanatismo pela famosa fotógrafa Sally Mann, que a inspirou desde sua primeira fotografia. Expôs em diversas galerias de NY, mas também muito criticada. Pra alguns, a pureza das crianças nuas remete um lado mais pornográfico. Fica então a critério dos seus olhos.

36605_10151592156422915_946998780_n

255356_10151180670467915_112877338_n

320128_10151189231812915_184534868_n Continue Reading

A fotografia que encanta de Larissa Dare

482263_361795847272612_1502979099_n

As fotos deste post não são reunidas em torno de um tema, mas têm em comum uma certa melancolia, com um toque de onírico. Seja nos tons em preto e branco, na iluminação opaca, seja no tema particular de cada foto, a fotógrafa paulista Larissa Dare traz na em suas fotografias uma certa tristeza ou alegria, mas remete também o simples cotidiano, como uma lembrança de que o “fotogênico” pode estar logo aí. Nos projetos mais pessoais, a nudez é exposta no corpo e no espírito, e transborda nas fotografias. E as fotografias de rua remetem o oculto e o que talvez as pessoas ou que o ambiente tenta esconder. Ela diz que qualquer emoção é sempre válida, mas depende muito do espectador,  que a arte serve pra ser entendida de diversas formas diferentes pra cada pessoa que olha. Gente bonita, feia, suada, rica, pobre, gente como a gente, muito diferente, gente de todos os tipos. Vale conferir!

780x520 (2)

780x1170 (6)
Continue Reading

Bagunça aquarelada por Lora Zombie

Lora-Zombie_web1

Lora Zombie é uma pintora autodidata Russa, que acumulou um grande séquito de fãs on-line ao longo dos últimos anos via Facebook e afins. Fazer um nome para si mesma com seu estilo de pintura “arte grunge”,  termo inglês que significa “sujeira” e define um estilo, que inclui o lado visual, para algo “desleixado”. Lora criou um estilo único e caracteristico, misturando cores aquareladas  e pinceladas jogadas, com personagens famosos, criando um clima vintage e divertido, e intitulada por ela mesma como arte caótica. Lore exibiu por todo o mundo, incluindo em Los Angeles, Toronto, Nova York e na própia Rússia.

Lora-Zombie_web2

Lora-Zombie_web3
Continue Reading

Pintura com os dedos, por Paolo Troilo

0082011big

Você vai querer se lembrar do nome Paolo Troilo. A estrela em ascensão rápida na cena artística de 40 anos é conhecido por seus trabalhos em preto e branco extremamente expressivos, que têm uma qualidade fotorrealista sobre elas. Claro, essa não é a parte mais interessante. As peças altamente energéticas não foram criados por carvão ou pastel, eles foram feitos pelo artista apenas espirrando e espalhando tinta na tela usando nada além de dedos. Sim, estas são pinturas digitais. O uso dos dedos faz com que toda a pintura experiência mais pessoal para Paolo, o que é um aspecto importante de sua arte. Ele desenvolveu sua paixão pela arte desde seus primeiros anos e começou a desenhar aos quatro anos de idade e nunca mais olhou para trás. Outra característica única da obra de Paolo é que ele só pinta auto-retratos. Isso não é porque ele é egoísta, mas ele se usa para retratar as emoções que todas as pessoas lutam coontra, mas não estão dispostos a admitir. Ele usa o seu corpo como um livro a ser consumido para ler. Como o própio livro, usa tinta branca e preta, Paolo não usa a cor em seu trabalho porque o seu objetivo é criar um trabalho que permite o espectador a contribuir com a sua própria cor. Ponha os fones, aumente o som e se encante com o trabalho dele.

0012011big Continue Reading

Reescrevendo a história, um projeto de Danil Polevoy

Peacefulwarrior

Ao incorporar  ícones famosos da cultura pop  como Yoda, Darth Vader e Homem-Aranha ,e figuras históricas  como Abraham Lincoln e Adolf Hitler ,  no passado e cenas da vida real, o artista ilustrador e fotógrafo ucraniano Danil Polevoy escolheu  reescrever a história à sua melhor maneira, com um estilo único. Figuras conhecidas em locais improváveis, é isto que define o trabalho inovador deste jovem autodidacta que brinca com a História. As colagens de fotos realistas são bem-humoradas e ainda instigantes ao mesmo tempo. Segundo Polevoy “a informação alimenta a imaginação” e é a partir daqui que consegue criar. Afinal, o que seriam as nossas vidas se essas imagens realmente mostrassem a verdade?

4

42892

AdolfHitlerandworksofart
Continue Reading