Rurru mi panochia e sua arte nada (con) SENSUAL

1

Longe de se definir pelo que a sociedade impõe, o gênero deveria ser em cada caso uma construção individual. Com esta premissa Rurru mi Panochia, alter ego da artista mexicana Almendra Sheira, promove uma visão livre e brincalhona do corpo humano e o que ela entende por sexualidade. A começar por seu alter ego Rurru Mi Panochia, já se vê o quanto a liberdade com o sexo faz parte da vida e, principalmente, do trabalho desta artista. Panochia, em alguns lugares da America Latina, é um sinônimo de vagina. Traduzindo-se assim em Rurru Minha Vagina. Segunda a artista a escolha do nome se deu pelo fato dele ser engraçado e sempre causar risos nas pessoas quando o pronunciam.

7

A temática da sua arte gira em torno de fetiches, dissidências de gêneros, deuses pré hispânicos, amputações, tudo isso mesclado em desenhos despretensiosos e cores pasteis remetendo a um universo infantil, sem preconceitos e principalmente sem a culpa que muitas vezes o amadurecimento traz junto com a descoberta do sexo. O intuito da artista é mostrar que a concepção do belo não deve ser unilateral. E que seus desejos não precisam e nem devem se enquadrar em padrões impostos.
Sobre o uso de deuses pré hispânicos em sua obra, Rurru diz que sempre se interessou sobre arte erótica e pornô na cultura Greco-romana até que na universidade iniciou uma investigação sobre a cultura sexual que existia nos povos que habitavam seu país e desde então esses elementos se tornaram frequentes em seu trabalho.

[+18]
Continue Reading

Not Art – Pinturas Clássicas revisitadas pelo design geométrico

arte1

Mash-up art é uma categoria de arte que se popularizou pela web, das reinterpretações das Princesas Disney viralizadas a exaustão à pôsteres do cinema, dentre tanta informação e arte de gosto duvidoso, eis que surge o projeto de design Not Art, encabeçado pelos artistas e designers Tamer AlMasri e Mothanna Husseinm que buscam nesse projeto, combinar linhas e formas simétricas e justapô-las com pinturas clássicas do passado. Um exercício lúdico que em alguns casos, mostra a relação de formas e em outros simplesmente recriam uma bela obra de arte, a seu modo, é claro, dando a esses produções um novo significado.

arte2
Continue Reading

A imagem apoteótica na obra de Agnieszka Osipa

osipa1

Um universo repleto de detalhes, mistério e figuras imponentes que emergem de cenários sólidos, essa é a composição do trabalho da artista Agnieszka Osipa, uma designer de moda que reside em Gliwice, Polônia. Seu trabalho consiste na criação de trajes majestosos e sublimes, cada peça apresentada é feita à mão, onde a artista dedica toda a sua atenção aos detalhes, com superfícies inteiras sendo intricadas e frisadas em projetos complexos. Uma fusão astuta com referências que vão da apoteose medieval à mitologia celeste, com um toque fresco e contemporâneo, o resultado artesanal do seu delicado trabalho em trajes e adereços de cabeça transformam suas roupas em verdadeiras obras de arte.

osipa2

agnieszka-osipa-intro

Continue Reading

Projeto Ínsual, e a transição do ser humano ao Ciborgue

in1
Já é um fato que hoje não saberíamos viver sem a tecnologia que se desenvolve dia a dia e ademas de não nos surpreendermos com todos os avanços, nos adaptamos as novidades como que em um passe de mágica e já estamos impacientes por mais. Passamos todos os dias com o celular grudado ao corpo, levamos para a cama e provavelmente é a ultima coisa que vemos antes de dormir e também a primeira ao despertar. Computadores, tablets, gadgets, futuros lançamentos como google glass o nem tão futuro assim, Apple watch, redes sociais, espaço virtual, como diria um famoso ditado popular: “O futuro é agora” não poderia estar mais certo. A relação homem e máquina é cada vez mais íntima, nos acostumamos com a tela fria e queremos mais, o que nos da a entender que a transição para o ciborgue já está perto de acontecer, quase podemos sentir e enquanto isso não acontece nos resta imaginar. Pensando nisso Jon Jacoson, artista chileno e Daniel Ramos Obregón, fashion designer colombiano se uniram para realizar o Projeto Ínsula, utilizando de plataformas digitais deram vida a uma pequena parábola que poderia ser a fusão final do humano com a máquina.

in2
Continue Reading

Colagens contestadoras de Charles Wilkin

cola1

A colagem é aquele estilo de arte que de cara já gera um fascínio, ela permeia entre o DIY underground de protesto, os diários das girls bathroom e a mixed media, mas é claro, com técnicas e conceitos legítimos. O fascínio vem justamente do poder de um artista poder realizar sua arte sobre algo já posto e existente com um toque identitário, uma intervenção, uma referência ou mesmo sua própria marca. A obra do artista Charles Wilkin, trabalha justamente isso, colagens que investigam a luta inata entre causa e efeito, derivada principalmente das manchetes dos jornais e tabloides – Wilkin transpõe essa desarticulação de sobrecarga de mídia e consumo alvejadas em analogias tangíveis, ou seja, utiliza-se do efeito imagético da mídia sobre nós para contestar o efeito midiático.

cola2
Continue Reading

O feminismo antropofágico de Rebeca Queiroz

IMG_2267

Rebeca Queiroz é uma designer e ilustradora recifense que tem em seus desenhos uma forma de expressão onde procura demonstrar seus pensamentos e levar quem os observa para dentro do seu universo feminista. Sua arte nos apresenta um feminismo antropofágico que retrata o poder da mulher em concordância com a serpente, o universo e a natureza. Ou seja, elementos poderosos com uma força representativa enorme dentro do seu próprio contexto unificados através do papel, do lápis e da caneta nanquim.
Muito além do autobiográfico, seus desenhos retratam referencias escondidas dentro de livros, frases de músicas ou diálogos de filmes. Alguns desenhos foram criados inspirados nos universos paralelos de Hilda Hilst, Eduardo Galeano, Björk, FKA Twigs, Nina Simone e Lamb. Outros contam cenas do seu próprio mundo.
Para acompanhar o trabalho da artista basta segui-la no instagram. Toda semana mais um pedaço fascinante deste universo nos é revelado através dele.

IMG_2323

Continue Reading

Bordado e aplicações em fotografia no trabalho de Amanda Charchian & Jose Romussi

bord1

bord3

Se você é ligado em arte, deve ter notado a emergência do bordado e das técnicas manuais no meio artístico, a prática tem crescido consideravelmente mundo a fora e chama a atenção, principalmente, por deixar expor as imperfeições da técnica, o que de fato é genial. Quando aplicado em fotografias ou ilustrações o trabalho ganha uma nova conotação e passa por uma ressignificação. É o que faz o artista Jose Romussi, buscando inspiração em fotografias em preto & branco para criar uma nova forma através da sobreposição de bordado sobre a imagem. Em parceria com a fotógrafa estadunidense Amanda Charchian, os dois, buscam na composição de cor e texturas um equilíbrio sedutor.

bord6
Continue Reading

Conheça “Reality Road” e caia na estrada com Mapei

mapei1

Acho que todos já sonhamos com a ideia de mochilar pela Europa, não é mesmo? Agora imagina se você pudesse fazer isso participando de um reality show com sua melhor amiga e ainda gravar um clipe para seu novo single? Foi exatamente isso que aconteceu com a cantora sueco-americana Mapei, que foi convidada para estrelar o “Reality Road”, série que faz parte da nova campanha de marketing da Volvo Trucks.

Pra quem estava com saudade da cantora, que não lançava nada novo desde o ano passado, quando estourou nas paradas do mundo todo com o hit “Don’t Wait”, dessa vez, ela e sua amiga Liza Morberg,  uma também conhecida diretora de clipes na Escandinávia,  foram convidadas a embarcar  em uma  viagem de caminhão, durante 9 dias, passando por 6 países da Europa, gravando o clipe de seu novo single “Million Ways to Live”, música composta especialmente para o programa e que faz parte de seu novo disco, com estreia prevista para o segundo semestre de 2015.
mapei2

Junto com as duas, embarcam também o motorista do caminhão, Jens Karlsson, e sua cachorrinha Sushi. Diversas aventuras acontecem e o entrosamento das duas, em frente e fora das câmeras é incrível, vale a pena conferir. A série conta com um total de oito episódios, que já estão publicados no canal do YouTube da Volvo Trucks. O resultado dessa aventura você confere no videoclipe, será lançado no dia 2 de julho, junto com a versão integral da música.