A Fotografia subversiva do Coletivo Gorsad Kiev

10589808623_f43f31060c_z

11734222594_f82d5f7b1d_z

Antes da cantora MØ mostrar um lado oculto da juventude periférica ucraniana no clipe de Kamikaze, de uma forma bem estilizada, é claro, o Coletivo Gorsad Kiev, que nós também já falamos aqui, mostrava, a um bom tempo, um lado cru do ‘jardim urbano’, tradução literal de Gorsad, do que é ser jovem em Kiev. Com uma estética pautada nos preceitos do “faça você mesmo”, com elementos da cultura underground, o trio registra retratos subversivos dessa parcela da população vulnerável e oterside. As imagens contrastam com os incidentes devastadores que estão afligindo o país e muitas vezes apontam para a ambiguidade da sexualização desses jovens, mostrando uma geração positiva que não se abala com os conflitos bélicos da região.

Continue Reading

A imagem apoteótica na obra de Agnieszka Osipa

osipa1

Um universo repleto de detalhes, mistério e figuras imponentes que emergem de cenários sólidos, essa é a composição do trabalho da artista Agnieszka Osipa, uma designer de moda que reside em Gliwice, Polônia. Seu trabalho consiste na criação de trajes majestosos e sublimes, cada peça apresentada é feita à mão, onde a artista dedica toda a sua atenção aos detalhes, com superfícies inteiras sendo intricadas e frisadas em projetos complexos. Uma fusão astuta com referências que vão da apoteose medieval à mitologia celeste, com um toque fresco e contemporâneo, o resultado artesanal do seu delicado trabalho em trajes e adereços de cabeça transformam suas roupas em verdadeiras obras de arte.

osipa2

agnieszka-osipa-intro

Continue Reading

O inusitado e o surreal na fotografia de Brian Oldham

brian0

Ele é o novo queridinho da cena, pipocou em todos os sites e blogs de arte e está no seleto grupo de artistas contemporâneos a compor o prestigiado catálogo da Galeria Saatchi. Com um trabalho constante, as produções do jovem artista de Los Angeles, Brian Oldham, derivam de uma visão rica e extraordinária com base na abordagem conceitual para uma variedade de temas, desde a imagem do auto-retrato à diferentes contrastes e possíveis conexões entre a natureza e o homem, que vão para além dos limites do tempo e espaço. O inusitado e o surreal fazem parte do escopo que compõe sua arte e atrai uma quantidade bem significativa de admiradores, mostrando que artistas que nascem na era web, não necessariamente permanecem nela, Oldham mostra justamente o contrário, rompendo as barreiras e levando seu trabalho para as mais prestigiadas galerias e museus. Uma ode ao século XXI.

brian1
Continue Reading

O refúgio fotográfico de Crystal Wings

moon1

moon2

Bastante conhecida no Flickr sob o pseudônimo de Crystal Wings ou Moon Hearted, a fotógrafa de identidade misteriosa encanta com tamanha sutileza de seu trabalho. As técnicas são mistas, sobreposição, manipulação, aplicação e inúmeras possibilidades que possam dar na telha da artista, que também transborda inspiração e imaginação, aliás, imaginação é o que não lhe falta – com cenários simples, poucos elementos e sensibilidade consegue transpor fragmentos lúdicos de um refúgio fotográfico que encanta aos olhos e transporta o espectador aos seus mais íntimos dos sonhos.

moon3
Continue Reading

As provocativas fotografias de Stella T.

9050527401_4ec054336e_k

9269050017_53f0beaf0e_o

Stella Telatin, ou apenas Stella T, como é conhecida a fotógrafa italiana, ou pouco conhecida, já que, quase nada se sabe sobre ela, apenas seu nome e local de origem. Esse mistério todo envolvendo sua identidade e consequentemente seu trabalho, deixa tudo mais instigante – suas fotografias são provocativas e carregam um misto de surrealismo, mistério, uma boa pitada de criatividade e elementos inusitados.

9429763826_abeda52f46_o

8473883050_072e35e885_z
Continue Reading

Chicos: um diálogo entre o nu e a desconstrução da identidade do homem gay

leo Paulo-06 PATIO-01_5956-copy-960x667

Chicos é um desses projetos que conseguem retratar de forma poética e profunda um ideal de beleza que entrelaça a formação da identidade e o homem gay. Criado por Fábio Lamounier e Rodrigo Ladeira, o projeto engloba a publicação de ensaios fotográficos, vídeos, ilustrações e depoimentos em um tumblr, e a partir deles é feito um diálogo que explora a desconstrução e reconstrução da sexualidade e a autoaceitação da homossexualidade dentro de um paradigma, tempo e espaço.

Chicos é um projeto sobre o olhar do homem gay sobre o outro: através de depoimentos, texto, vídeo, foto – e o que mais der na telha -, queremos criar um espaço onde estes homens de diferentes origens, realidades, corpos e experiências possam coexistir como personagens de uma teia que se estende muito mais do que num projeto simples, e ainda sim ambicioso.

Continue Reading

Cumplicidade e intimidade nas fotografias de Cain Q

cain1

cain2

cain3

É fato que de alguns anos para cá, houve a emergência do homoerotismo e da homoafetividade como uma categoria artística mais frequente, você acompanhou parte desse processo aqui no BLCKDMNDS, aliás, a internet foi uma das principais ferramentas na propagação da temática. O espanhol, Cain Q é um desses artistas que usa e abusa do tema, se destacando principalmente pelo uso da estética como conceito de cotidiano, o que dá ao seu trabalho um aspecto de naturalidade e casualidade, expostos na forma de um diário fotográfico para maiores de 18 anos, exalando um hedonismo latente, que poderia muito bem servir como inspiração para produções para a TV, como Looking, ou para o cinema, como o inglês Weekend e o argentino Plan B, ambos pautados nesse conceito de cotidiano como narrativa, trazendo a tona um retrato real e honesto da condição homossexual burguesa.

cain4
Continue Reading

Paisagens soturnas de Fábio Roque

sot01

Fábio_Roque_4

Fábio_Roque_5

Portugal tem se destacado com uma efervescente e calorosa cena artística, dentro dela, existe uma nova e variada safra de artistas prontos para dominar o mundo. Fábio Miguel Roque é um desses destaques, fotógrafo baseado em Lisboa, produz um trabalho bastante singular, suas fotografias emergem como paisagens soturnas carregadas com um toque poético que facilmente poderiam ilustrar cenários de obras de escritores consagrados como Clive Barker e Jonathan Maberry. Em Awake e River, duas de suas séries expostas aqui, o fotógrafo consegue transpor seu espectador a um misto de fascínio e medo, em registros que vislumbram lugares insólitos com elementos urbanos e naturais mesclados a um clima noir elegante, sofisticado e nem por isso menos impactante.

Fábio_Roque_1
Continue Reading