O Instrumental mágico de Nancy Leticia

nancy darlis

Sabe aquela batida que consegue fazer com que você se desligue do real e esqueça a ansiedade por um breve momento? É assim que dá para descrever o trabalho da canadense Nancy Leticia, compositora e produtora musical. Seu instrumental melancólico e com referências que vão desde computadores, mídias sociais e tudo que molda o comportamento das pessoas nos tempos atuais dentro do digital, consegue fazer com que suas produções sensíveis te façam sentir dentro de um mundo cheio de My Little Ponys.

Nancy faz parte do time da Noise Collector, que une diferentes produtores musicais, que trabalham em cima de criações de novos sons que evoquem sensações similares a emoções, sentimentos e memórias. Com dois EP’s lançados, Perma*Smile (2013) e Love Dream (2015), a última coisa que você deve esperar é escutar algum de seus trabalhos experimentais nas rádios, “Agora o meu único objetivo é fazer música, e fazer da maneira que quero e gosto. Sinto-me mais inspirada assim. Sinto que se eu quisesse ganhar dinheiro em cima da minha música, então a produção dela se tornaria sobre isso, em outros casos, se tornaria um trabalho”.

No seu último EP, Love Dream, Nancy consegue fazer com que cada composição transmita uma sensação sexy e cheia de nostalgia, dentro de uma estética vaporwave, seja na faixa dreamy de “Bitches” ou na obscura “I Like Your Fake Rose Tattoo”.

Sem previsões de um novo EP, sua conta no Soundclound é constantemente atualizada com alguma nova produção que cada vez mais provocam sensações que nenhuma placa de vídeo consegue.

Sutileza e serenidade na música de Júníus Meyvant

junius

Ele não é propriamente um artista novo na música, quer dizer, é relativamente novo, já que nesse mundo de instantaneidades o novo é superestimado. O talentoso islandês Júníus Meyvant, músico, compositor e cantor conseguiu um certo sucesso em sua terra natal com seu single de estréia Color Decay, em 2014, chegando ao #1 na Rádio Nacional da Islândia e conquistando também o título de canção do ano pela KEXP. Em 2015 lançou um EP homônimo e conquistou mais, foi a estrela dos Iceland Music Awards e ganhou os prêmios de Melhor Canção e Revelação.

Para uma carreira curta e um repertório ainda menor, Júníus revela um currículo considerável, mas como? Sua música é tomada por um pop-folk-soul-gospel inusitado e confortável, melodias serenas e composições delicadas, aquele tipo de música que te faz sonhar e transcender a um espírito de leveza, seu pocket show na rádio KEXP acompanhado por nove músicos evidencia o talento latente do garoto e sua vocação em emocionar e acalentar os corações. Sem sombras de duvidas, um nome a se tomar nota!

O punk tropical das chicas do Kumbia Queers

kq1

A emergência de um discurso político e de empoderamento na cena cultural não é algo realmente recente, o próprio queer aparece nos mais diversos segmentos musicais como uma alternativa ao questionamento e a visibilidade, nomes como Le1f, SSION, Hunx and His Punx, THEESatisfaction, vem se destacando no gênero e abrindo caminho para outros projetos, um deles é o Kumbia Queers, um grupo musical composto por seis chicas entre argentinas e uma mexicana. O projeto se iniciou em Buenos Aires em 2007, onde a princípio suas participantes tocavam covers de Madonna, Ramones e Black Sabbath, parodiando-os para o ritmo de cumbia, com letras cheias de queerzismos e muito humor. Elas possuem quatro discos lançados, desde então, Kumbia Nena de 2007, La Gran Estafa del Tropipunk (2010), Pecados Tropicales (2012) e o recém lançado Canta y no Llores.

kq2

A mescla entre o ritmo de cumbia e o punk juntamente com muito groovy não poderia estar mais afinada, e faz qualquer um dançar desde o primeiro instante de audição. ¡Que lo disfruten!

¡que lo disfruten!

A Garota do Tumblr virando uma popstar

Captura de Tela 2015-08-04 às 14.39.36

Quem é a tal garota de visual mutante e cabelos coloridos que parece viver num mundo que só existe no Tumblr e que atualmente está dominando os comentários nas redes sociais por onde passa? O seu nome, ainda não conhecido por muitos, é Halsey, uma grande e produzida promessa em um novo cenário musical classificado como “Dark Electro-Pop” americano.
Aproveite pra conhecer e se render aos encantos de Halsey, que vem com uma pitada de Lorde, Lana Del Rey e Charli XCX ao mesmo tempo. Definitivamente uma garota pra gente não tirar os olhos.

Halsey, que na verdade é um anagrama do seu verdadeiro nome, Ashley, é uma americana de apenas vinte anos de idade que vem ganhando a cada dia um espaço maior na internet e fora dela. Sem nunca ter tido a ideia de se tornar uma popstar, Ashley, na época, ainda sonhava em tentar uma faculdade de Belas Artes antes de entrar, através da internet, no ramo da música. Onde foi devido ao seus “covers” postados no YouTube e Soundcloud que ela acabou sendo descoberta e assinando contrato com uma importante gravadora.

Continue Reading

O eletrônico sombrio e experimental do Lorn

lorn0

Natural de Wisconsin, Marcos Ortega, conhecido pelo nome artístico de Lorn, tem se destacado na cena eletrônica underground – com uma pegada obscura e sombria, o Dj e produtor assinou com o selo Ninja Tune do Flying Lotus e desde então tem apresentado um conjunto de produções concisas e mais elaboradas, em sintonia com um projeto visual igualmente competente. Seu último vídeo Acid Rain, incrível, diga-se de passagem, demonstra esse amadurecimento. Tem tudo pra embalar as pistas darks mais espertas por aí.

Para conhecer mais:
Facebook
Soundcloud

Hayley Kiyoko e suas faces

Hayley tinha passado um pouco despercebida do cenário musical com o seu primeiro EP intitulado “A Belle to Remember” em 2013 mas parece que a cantora, atriz, roteirista, diretora e musinha resolveu dar novas caras ao seu som, que em seu segundo EP “This Side Of Paradise” aparece muito mais rico em detalhes e vibrante, com algumas batidas kinda 80’s.
tumblr_nqhtdpdIvK1u8oo58o5_1280

Hayley bateu essa semana os 2 milhões de views com seu mais novo clipe fofo “Girls Like Girls”, dirigido pela mesma junto com o produtor e multi-instrumentalista James Flannigan. Com uma fotografia de encantar, o vídeo conta a história de um amor lésbico adolescente com um desfecho mais que sensacional. A mocinha tem investido forte na linguagem visual desse novo EP e todas as artes e clipes produzidos recentemente estão impecáveis. Pra ficar de olho!


Quer ouvir mais?
Continue Reading

Conheça o pop contemporâneo da Kiiara

Kiiara
Todos os dias nós somos expostos músicas novas e artistas que são tidos como promessas para o cenário musical, mas nem sempre a maioria deles recebe atenção suficiente para nos fazer ouvir mais do que apenas a sua música de trabalho. Com “ Gold”, no entanto, faixa de estreia da mais nova revelação pop Kiiara, temos a sensação de que ouvir a sua faixa – escrita por ela e produzida por Felix Snow – apenas uma vez não será algo fácil de fazer.

A garota de apenas 20 anos, que durante o dia trabalha em uma loja de Hardware no estado de Illinois nos Estados Unidos, salva as horas vagas para focar em seu projeto paralelo e compor músicas para si mesma. O single é uma mistura de pop com um trap encorpado,  e a voz doce e sussurrada da cantora, formam uma melodia que gruda na cabeça.

A artista já está tocando nas rádios de Los Angeles, e já ganhou reconhecimento de artistas como Tove Lo e Vanic. Seu EP intitulado “Meet Me In The Cornfield” ainda não tem estreia prevista.