Contos noir com erotismo por Milo Manara

manara (1)

A ferocidade e o domínio da arte nos traços de Milo Manara é evidente. Milo nasceu como Maurílio Manaro, em 1945, em Luson, Bolzano, tinha uma grande vocação para pintura e desenho, mas iniciou sua carreira assistindo escultores, tendo sido principal ajudante do escultor espanhol Milguel Ortiz Berrocal.

Em meados da década de 60, com 23 anos, Manara ganhou interesse por quadrinhos e os primeiros trabalhos  que misturavam contos noir com erotismo surgiram quando ainda estudava arquitetura em Veneza. Estreou no mundo dos quadrinhos com o livro de bolso Genius, editado por Furio Vanio (1969) e também com a pirata sexy Jolando de Almaviva, obra publicada por Erregi (1971-73), com script de Francisco Rubino.

Milo Manara no decorrer de sua carreira teve fortes participações em mensagens políticas de revistas, seus quadrinhos eróticos foram produzidos em teatros e cinema, Manara teve também a dádiva de desenhar para o cineasta Pedro Amlodóvar na novela Fuego em las entrañas, e recentemente, consagrou-se na ilustração de publicidade, além de realizar quadrinhos para suporte digital. Em 2004, Milo recebeu o prêmio Eisner, importante consagração dedicada a ilustradores de quadrinhos.

manara (2)
manara (3)

manara (4) manara (5)
manara (1)

manara (6) manara (7) manara (8) manara (9) manara (10) manara (11) manara (12) manara (13)

Share Button
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

GLHRM

Guilherme Farina, 21 anos de idade, estudante de P&P.

Comments on Facebook