Francisco Hurtz e a crítica ao modelo de masculinidade na série Locker/Room

DSC05801low

Existe uma parcela de artistas que vem somando esforços ao longo dos últimos trinta anos em busca de uma nova discussão sobre a construção social e cultural dos papéis de gênero, suas relações e seus sintomas. É nisso que reside principalmente o poder da arte: o de discutir, questionar e indagar. O paulistano Francisco Hurtz faz parte dessa turma, embasado pela teoria de Foucault, Judith Butler e Pierre Bourdieu – traduz densos conceitos e os materializa em uma arte clara e concisa sem esvaziar a teoria. Com um trabalho que aborda desde o colecionismo de imagens, passando pela questão erótica até chegar na pesquisa das relações entre os corpos no espaço.

DSC06275low

O artista plástico apresenta a exposição “Locker/Room” até o dia 28 de fevereiro de 2014 no Epicentro Cultural, no Sumarezinho, em São Paulo. Na mostra, que teve início em dezembro/2013, o artista discute os códigos sociais que legitimam a masculinidade e sua restrita linha de conduta, que é ‘aprovada’ pelo olhar da sociedade. O título eleito evidencia esta crítica. Locker/Room, subversão da palavra inglesa para vestiário e as palavras Locker (armário trancado à chave ou sujeito/coisa que tranca) e Room (um ambiente como espaço físico ou território). Na mostra, é apresentado uma série de desenhos, pinturas e uma gravação em placa de trânsito onde o artista explora um mundo masculino através de grupos de rapazes em vestiários, banhos, brincadeiras e até um momento íntimo de um indivíduo fardado.

“A figura do homem é uma construção social. O modelo de masculinidade é passado há gerações por em pequenos rituais cotidianos que, na maioria das vezes, passam despercebidos”, diz o artista.


DSC05952 (2)low

DSC05917low

DSC06149low

DSC06237low

DSC06240low

no_banho_2013low

Mostra Locker/Room, individual de Francisco Hurtz
O quê: pinturas, desenhos e gravação (19 obras)
Período: Até 28 de fevereiro de 2014 (terça à sábado, das 14h às 20h)
Local: Epicentro Cultural – rua paulistânia, 66 l sumarezinho l são paulo l sp
(estação Vila Madalena – Linha Verde)
Tel: 11 3938.6096
Quanto: grátis
Classificação: 14 anos
website

Share Button
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

LNUS

Felipe Pedroso, é historiador, curador, pós-graduado em História, Arte e Cultura e especialista em Museografia e Patrimônio Cultural, dentre seus trabalhos, foi colunista web da Revista Trip e TPM e atualmente coordena o núcleo cultural do maior museu histórico a céu aberto do Brasil.

Comments on Facebook