Neo-Disco e o resgate da House Music

0 Flares 0 Flares ×

Quem é mais ligadinho em música já deve ter percebido esse movimento, uma produção aqui ou alí com referencial disco ou com pitadinhas discretas de house das antigas, aquele som classudo e cheio de estilo que tanto amamos. Esqueça a matéria de 2009 do jornal Sunday Times em que fabricava uma onda hype em cima da neo-disco, assim como fez e desfez com a new rave e com o saudoso electroclash. Vamos apenas curtir essa onda de boas produções, que na verdade já se vem fazendo a um bom tempo, o Hercules and Love Affair já tinha dado o tom com o hit Blind, Moby criou um cd repleto de músicas homenageando as divas da disco,  e no Brasil, Boss in Drama e Database já haviam produzido faixas e remixes nessa linha, com certa timidez ainda, é verdade, mas estavam presentes nesse que vem a ser o novo hype de revival.

É impossível falar dessa onda e não mencionar o elogiadíssimo álbum ‘Illumination’ do Miami Horror, milimetricamente produzido e cheio de referencial setentista e oitentista, o Miami consegue produzir um disco tão bom que não soa datado, não soa clichê e não soa apenas uma leitura  barata das décadas passadas, ele consegue misturar com maestria alguns dos aspectos mais bacanas dessas décadas com uma sonoridade bastante contemporânea. Com muito groove e funk disco delicioso, é mais uma vez a Austrália nos presenteando com um cd tão bom.

Nós já falamos do Vinnie Who aqui no BLCKDMNDS, o dinamarquês com timbre inusitado apostou forte nas referências de disco no seu álbum debut ‘Then I Met You’, a faixa de abertura ‘Accident Or Will’ já chega cheia de metalismos e gritos estridentes,  ‘What You Got Is Mine’ o primeiro single do menino é uma das músicas mais divertidas do ano, acompanhado de um clip cômico igualmente divertido,  o álbum contém ótimas faixas como a estilosa ‘Remedy’ e a mais pop ‘Night’. Definitivamente vale a pena conhecer.

O DVAS é uma ótima surpresa vinda de Toronto, não são tão novos assim, em 2007 lançaram o álbum ‘Macho’ e acabam de voltar com o excelente e aguardadíssimo ‘ Society’, o qual a banda descreve como trilha sonora do verão, apostam na mistura de synths com uma pitada até um pouco discreta de disco, ‘Fantasy’ é a grande estrela desse álbum, juntamente com ‘Society’ e ‘Ambient Room’

Fan Death é um duo de meninas canadenses, você certamente ja ouviu falar, elas não são dessa nova safra, ‘Veronica’s Veil’ o single mais famoso das garotas e o mais inclinado na neo-disco foi lançado há uns dois anos, o projeto é carregado de misticismo, não só pela estética dos incríveis e coloridos clips, mas também pelo nome do projeto, Fan Death mito coreano sobre pessoas que morrem porque dormem com o ventilador ligado no quarto. (risos)

O Azari & III é um velho conhecido do BLCKDMNDS, já esteve inúmeras vezes aqui, o projeto sustentado por Dinamo Azari e Alixander III deu o que falar na blogsfera, lançaram 3 singles, dentre os quais o inegualável ‘Hungry for the Power’,  se apresentaram num festival de música eletrônica esse ano no Brasil, e fizeram dezenas de ótimos remixes. Azari & III encabeça a onda do resgate da House Music, e por sinal muito bem representada por esse projeto que reinventa a house de forma classuda e revigorante, acabaram de lançar clip novo, para seu novo EP ‘ Into the Night’.

E então, o hype pega ou não pega?

Share Button
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

LNUS

Felipe Pedroso, 26 anos é Historiador e pós-graduado em História, Arte e Cultura.

Comments on Facebook