Famosas capas de albuns recriadas com Lego por Marco Sodano

Album-Covers-Made-With-Lego

Famosas capas de albuns de grandes bandas e cantores – como Nirvana, Daft Punk, Rihanna, Michael Jackson, Pearl Jam, The Beatles – recriadas com peças de Lego pelo designer italiano Marco Sodano. O resultado é bastante interessante, e as “pecinhas” criam um efeito de pixel art. Quando vistos de perto algumas ficam irreconhecíveis, mas à distância, eles parecem mais visíveis aos olhos.

Album-Covers-Made-With-Lego-15

Album-Covers-Made-With-Lego-16

Album-Covers-Made-With-Lego-8

Continue Reading

Share Button

Game of Thrones como arte feudal japonesa

Game-Of-Thrones-As-Feudal-Japan-Art-06
Game-Of-Thrones-As-Feudal-Japan-Art-05
Game of Thrones é uma série televisiva criada por David Benioff e D. B. Weiss para a HBO inspirada na série de livros do escritor norte-americano George R. R. Martin. O seriado é um dos mais aclamados pela crítica e amado pelo público. Tomando o reino de Westeros e seu personagens como plano de fundo o artista Sei-G decidiu recriar cenas famosa do universo de Martin num contexto totalmente diferente: o Japão feudal. As ilustrações foram criadas em xilogravura e retratam momentos como a morte de Ned Stark ordenada pelo rei Joffrey (no contexto do japão feudal Sei-G adptou a degolação do do chefe da família Stark e o colocou fazendo o seppuku), Danaerys com seus dragões, Bran sendo levado por Hodor, entre outras.
A forma como Sai-G conseguiu reunir os dois universos com tanta sensibilidade e beleza é o que mais impressiona. Desde os trajes e armas, até as cenas de ação puramente carregadas de drama e o olhar extremamente original com o qual ele conseguiu reencarnar essas personagens em forma de guerreiros asiáticos.
Game-Of-Thrones-As-Feudal-Japan-Art-04 Continue Reading

Share Button

Pinturas de ambientes urbanos por Jessica Hess

Jessica Hess

Jessica Hess

Conhecida por registrar através de fotografias cenários urbanos que contém elementos do grafite e de arte urbana e posteriormente transformá-los em pinturas realistas feitas com tinta óleo sobre tela e ultimamente guache sobre papel, Jessica Hess apresenta então um trabalho sensível e cosmopolita que representa bem o espírito da desmarginalização a arte de rua transpondo-a por meio de um olhar atento em outras modalidades de arte. No vídeo abaixo intitulado Fade & Finish, que também dá o nome de sua última exposição, a artista mostra suas tendências artísticas, recursos visuais e a sua própria filosofia na composição de seu trabalho.

Continue Reading

Share Button

Intervenções em páginas de revista por Thomas Lélu

rok1

Ele é um artista, escritor, fotógrafo, diretor de arte e cineasta, Thomas Lélu reside e trabalha em Paris e é um dos expoentes dessa nova arte contestadora. Após a graduação na L’École des Arts Décoratifs, começou a trabalhar como designer gráfico, logo publicou uma série de aclamados livros e novelas de arte conceitual com seu característico toque cômico e satírico. Sua arte já viajou por museus e galerias importantes do mundo todo e seu currículo possui dezenas de exposições. Em sua série Capitalism Rocks (I e II), o artista faz uma ácida crítica ao mercado de consumo, à mídia e aos padrões estéticos, fazendo intervenções simples em páginas de revistas, usando de seu vocabulário irônico e para criar frases dúbias sobrepostas a imagens de beleza e propaganda, se assemelhando muito a zines e a arte punk.

rok2

rok7
Continue Reading

Share Button

Uma animação da obra de Frida Kahlo por Florent Porta

frida1

frida2

frida3

Ela é sensação entre o público admirador das artes, hit cool entre os modernos, Frida Kahlo tem uma importante contribuição na história e história da arte, com mais de cinquenta autorretratos em toda a sua obra, ela encanta com cores vibrantes e traços marcantes. Entusiasta de seu trabalho, o motion designer e editor de vídeo francês, Florent Porta criou uma animação curta, porém não menos impactante, de sua obra Autorretrato com colar de espinhos e beija-flor. Foram semanas na criação do vídeo que foi realizado com a trilha sonora do filme Frida como inspiração.

Para conhecer mais do trabalho do artista, acesse.

Share Button

Francisco Hurtz e a crítica ao modelo de masculinidade na série Locker/Room

DSC05801low

Existe uma parcela de artistas que vem somando esforços ao longo dos últimos trinta anos em busca de uma nova discussão sobre a construção social e cultural dos papéis de gênero, suas relações e seus sintomas. É nisso que reside principalmente o poder da arte: o de discutir, questionar e indagar. O paulistano Francisco Hurtz faz parte dessa turma, embasado pela teoria de Foucault, Judith Butler e Pierre Bourdieu – traduz densos conceitos e os materializa em uma arte clara e concisa sem esvaziar a teoria. Com um trabalho que aborda desde o colecionismo de imagens, passando pela questão erótica até chegar na pesquisa das relações entre os corpos no espaço.

DSC06275low

O artista plástico apresenta a exposição “Locker/Room” até o dia 28 de fevereiro de 2014 no Epicentro Cultural, no Sumarezinho, em São Paulo. Na mostra, que teve início em dezembro/2013, o artista discute os códigos sociais que legitimam a masculinidade e sua restrita linha de conduta, que é ‘aprovada’ pelo olhar da sociedade. O título eleito evidencia esta crítica. Locker/Room, subversão da palavra inglesa para vestiário e as palavras Locker (armário trancado à chave ou sujeito/coisa que tranca) e Room (um ambiente como espaço físico ou território). Na mostra, é apresentado uma série de desenhos, pinturas e uma gravação em placa de trânsito onde o artista explora um mundo masculino através de grupos de rapazes em vestiários, banhos, brincadeiras e até um momento íntimo de um indivíduo fardado.

“A figura do homem é uma construção social. O modelo de masculinidade é passado há gerações por em pequenos rituais cotidianos que, na maioria das vezes, passam despercebidos”, diz o artista.

Continue Reading

Share Button

Desenhos em sacos plásticos de sanduíches

dlaferriere-dad-sandwich-bag-art-5

Ilustrador, designer gráfico, e super pai David LaFerriere desenha em sacos plásticos de sanduíche, para seus dois filhos levarem  o lanche na escola. O pai faz os desenhos e depois fotografa onde posta as imagens em seu Flickr desde 2008. Usando canetas coloridas permanentes para desenhar diferentes personagens. Ele gosta de desenhar principalmente monstros , animais e robôs.

dlaferriere-dad-sandwich-bag-art-4

dlaferriere-dad-sandwich-bag-art-2

dlaferriere-dad-sandwich-bag-art-1

Continue Reading

Share Button

A relação entre o Homem e a Natureza nas fotografias de Discordant

tumblr_mc3f73w8hL1r2ma3so1_1280

Fotógrafo italiano, residente em Berlim, Emanuele Sturlese de pseudônimo Discordant se revela um explorador da arte da identidade humana. Ele cria em seus retratos uma atmosfera romântica, obscuro, às vezes burlescas. Suas encenações questionam a relação entre o Homem e a Natureza, numa angustia excitante.

Usando modelos fotografados com os rostos encobertos por mascaras ou panos e corpos nus em paisagens abandonadas: a nudez afirma a vida, a natureza, a essência humana. Mas a presença de máscaras e vestimentas evocam uma luta. A luta na busca da identidade, onde o artificial supera os atributos naturais.

tumblr_mpe0mgVs9C1r2ma3so1_1280

tumblr_mpe0tyufWd1r2ma3so2_1280

tumblr_mpe0tyufWd1r2ma3so1_1280

Continue Reading

Share Button