ArtiKin – O aplicativo que vai se tornar o seu guia cultural favorito

A nova plataforma de curadoria e criação de conteúdo direcionado ao mundo das artes chega com a proposta de aproximar, divulgar e ajudar na organização da agenda dos seus usuários, com uma constante atualização de novas exposições que estão rolando na cidade. O ArtiKin vem como um aplicativo que busca facilitar a contemplação da arte dentro de um guia cultural que funciona de maneira prática e acessível.

screenshots

Com um design muito bem pensado, desenvolvido com features (seção ROTAS propõe trajetos elaborados para o aproveitamento da tour focado em arte, assim como a seção AULAS, que lista cursos, palestras e workshops sobre arte) e informações bem organizadas. As exposições estão listadas por datas de encerramento, em contagem regressiva. Ou seja, as exposições que estão quase acabando ficam no topo da lista, ganhando assim, uma priorização maior.

A plataforma não se limita apenas ao aplicativo, é possível também receber um zine mensal impresso que complementa todo o conteúdo digital do app, além disso há um canal no YouTube com videoaulas sobre arte contemporânea; e futuramente a ideia é trazer uma vitrine online que irá dispor de uma seleção especial de obras para aquisição.

O Artikin é um projeto independente e super inovador, que visa levar a arte para a vida das pessoas de forma leve e smart, através de uma equipe de colaboradores que não resistem a uma boa curadoria e pesquisa de arte. Por enquanto, o aplicativo funciona apenas na cidade de São Paulo, mas em breve, outras cidades serão incluídas.

O app está disponível gratuitamente para IOS e Android.

Super Mario Bros em realidade aumentada – um projeto de Silvia Dal Dosso

ga2

ga3

ga1

Atenção aficcionados por games, já imaginou um jogo completamente interativo na vida real? Pois é, a cidade de Berlim está enlouquecendo por um novo aplicativo viral. Qualquer pessoa com um smartphone pode jogar uma espécie de Super Mario Bros em realidade aumentada, todos buscando capturar o maior número de moedas bitcoin (moeda digital) possíveis em cenários reais. Mas calma, isso ainda não é possível, trata-se de um mini documentário com direção de Silvia Dal Dosso, uma espécie de jogo dentro de um jogo, onde todos os entrevistados foram convidados a imaginar a cidade como parte do aplicativo, o doc traz à tona a discussão da descentralização da moeda através de um Banco Central, algo propagado pela cultura bitcoin que consiste em transações anônimas criptografadas em plataformas P2P. Para um documentário de ficção sobre um jogo fictício criado para uma verdadeira aula de motion graphics, Dosso consegue com maestria explorar o fenômeno bitcoin de uma maneira totalmente envolvente. Seu trabalho, em parte, é dedicado a Bitcoinkiez, um verdadeiro distrito de Berlim, que tem a maior densidade em aceitação de Bitcoin por empresas no mundo todo. Segunda a diretora, crianças, jovens, adultos, mulheres e homens em um futuro próximo poderão jogar Mario em realidade aumentada, pulando em telhados, explorando os rios e arriscando suas vidas em trilhos de trem. As pessoas irão fazer isso para ganhar dinheiro real e/o virtual num futuro que já está aqui e que muito em breve se tornará possível através da criptografia Bitcoin.

MustApp: Bands of the Day

Durante as férias tive tempo de descobrir varias bandas, e muitas delas foi graças ao App Band of the Day. O app tem sua interface baseada em um calendário, onde diariamente é liberado o profile de uma nova banda contendo reviews, biografia, vídeos e algumas faixas. O aplicativo levou o terceiro lugar no Omusic Awards na categoria Melhor App Musical perdendo apenas para o Soundcloud e o Aweditorium. Como estamos na primeira semana de janeiro, nada mais justo do que focar nas novidades que o aplicativo já trouxe nesse ano.

A banda The Soft White Sixties mescla Rock & Roll e todo o groove do R&B. Formada em 2008 pelo lead Singer Octavio Genera, a banda tem apenas um álbum homônimo,  lançado em 2011.

A banda Still Corners é formada pelo compositor Greg Hughes e pela cantora Tessa Murray, que se conheceram em uma parada de trem em Londres e resolveram formar um projeto musical, a banda ainda conta com Leon Dufficy na guitarra e Luke Jarvis na bateria. O projeto lançou seu primeiro álbum intitulado Creatures of na Hour, e traz uma sonoridade que merece ser ouvida com seu headphone no volume maximo.

The Voluntary Butler Scheme é o nome da banda do multifacetado Rob Jones, seu álbum de estréia At Breakfast, Dinner, Tea foi lançado em 2009 e foi composto, produzido e gravado em seu quarto. Rob ganhou o grande público ao ter uma de suas musicas introduzida na trilha da série Grey´s Anatomy.

Se você gosta de blues, não deixe de dar atenção para Scott H Biram, mas não espere estar diante de outro Eric Clapton cantando sobre garotas e longas estradas. Scott faz um som cru e acido, acompanhado por solos de guitarra que vão te tirar do chão.

Papercuts é uma banda indie/pop radicada em San Francisco, CA. O vocalista Jason Robert Quever começou com o projeto em meados de 2000, e hoje após 12 anos, conta com 4 álbuns e inumeras comparações com Devendra Banhart .

Born Gold já fez algumas aparições em nossas mixtapes, a banda de electro-pop lançou seu primeiro álbum Bodysongs em setembro de 2011 e ganhou o mainstream por sua sonoridade jovem e desprovida de regras.

David Kassan pintando em iPad e Nintendo Wii

David Jon Kassan é um optimo pintor. Ele costuma pintar de forma tradicional, mas recentemente ele tentou pintar modelos com Apple IPad com app de Brushes e Nintendo Wii com o gametablet UDraw. E a verdade é que Kassan obteve óptimos resultados nestas três pinturas que se seguem. O primeiro dos videos foi transmitido em directo do seu estúdio em Brooklyn  durante 3 horas da sessão de trabalho.