FashionHunt: Street Art

1975010_10152207993785218_1689692818_n

0f4d81f447da93e8e495ecbf5bb07fca

O FashionHunt de hoje é sobre o transporte de manifestações artísticas que vemos pelas ruas para a Moda. Já havíamos mostrado um pouco sobre a influência da arte nas roupas no FashionHunt Painted Jackets aqui, e o que temos visto é uma amplificação desse cenário. As peças possuem estampas com texturas que lembram spray, pinceladas, blocos de cores vibrantes e traços de artistas como Keith Harring. A presença cada vez maior da arte de rua e do grafitti no vestuário, como podemos ver na coleção de Inverno 2014 da Prada, é perfeita para pessoas que não têm medo de misturar desenhos e apostar em um visual mais “poluído”.

880f25ded66b4acba1fbf0e856ecf588

8d058b2ed1cb1842bb4607dbf46781f9

22014eva8539web
Continue Reading

A street art anamórfica de Zag

zag1

zag2

zag3

Partindo da street art, ZAG cria verdadeiras obras de arte , muitas vezes efêmeras com a própria rua como um fundo, a fim de expor sua arte para o público em geral. Para este artista, o movimento contemporâneo da arte de rua vem do desejo de uma geração que quer e necessita se expressar. Especialista em pintura em grande escala, o artista francês usa da técnica e de processos matemáticos complexos para compor uma obra com efeitos visuais impressionante – murais anamórfico pintados em escadas. Um deleite aos olhos!

Continue Reading

Canis Majoris – A Street Art de Olhobranco

canis1

canis2

A gente adora o trabalho do Branco Daniel aka OlhobrΔnco, vocês já devem ter percebido, ele é o vídeo de destaque do blog nessa quinzena e também já falamos sobre ele aqui. O artista que pratica intervenções na cidade de São Paulo com sua street art inquietante retorna com mais um vídeo mostrando o processo criativo e a execução de mais uma obra – Canis Majoris – o Cão Maior, uma constelação do hemisfério celestial sul. Aperta o play e vem com a gente!

Desenhos surreais de Stefan Zsaitsits

0bdd418c4fcd70aead2de791c8a5ac6d

Stefan Zsaitsits é um artista austríaco especializada artes plásticas e pintura, mas que encanta na arte do traço simples do lápis ou em uma humilde caneta quando se trata de desenho. Stefan definitivamente tem um sabor europeu levemente escuro e inusitado sobre a sua obra, onde cria esses fantásticos e detalhados desenhos, onde muitos são retratos surrealistas que se transformam em rostos-paisagens peculiares. Simples e poderoso. Cada interpretação de seu trabalho é  diferente da anterior, trazendo singularidade para cada desenho, e por isso Stefan opta por não fornecer nenhuma descrição com e de seus desenhos, além apenas de nomes individuais para cada um deles.

3c453cb0a3a4c249cb1bf79d9cb1c8cc

9b29f58d5be709206cc9b0d1d057c251
Continue Reading

A arte de rua anatômica de Shok Oner

shok1

shok2

O artista londrino Shok Oner iniciou sua carreira na street art quase junto com a própria prática, lá em 1980′, começou como muitos, com o graffiti clássico, em seguida, mudou-se para as formas mais físicas, explorando sua individualidade e referências, trazendo para os muros e paredes das cidades mundo a fora – motivos como caveiras, esqueletos e raio-x de anatomia humana e animal.

shok3
Continue Reading

A street art realista de Smug

amug13

smug1

smug2

Smug é um artista escocês que possui um trabalho em pintura e grafitti realista e altamente estilizado, usando de retratos e foto-realistas, o artista transpõe com um toque original e com muito humor, uma arte autêntica e cheia de personalidade. Sua capacidade de trazer fantasia em personagens comuns e realismo a personagens fictícios é cativante, assumindo uma sensação única, onde o seu trabalho rapidamente lhe deu o reconhecimento como um dos mais talentosos artistas de rua, tendo seu trabalho estampado em muros e fachadas do mundo todo.


Continue Reading

A representação da vida urbana pelas lentes de Luciano Spinelli

barbes

olympus trip sensia 200

Com graduação em Ciências Sociais, Jornalismo e doutorado em Sociologia e Comunicação Audiovisual pela Université Paris Descartes Sorbonne, o brasileiro Luciano Spinelli, que permeia entre Paris e São Paulo, traz um pouco das indagações do circuito acadêmico na realização de sua obra. Com um foco bem interessante na foto-etnografia e no imaginário da sociedade pós-moderna, retrata através de seus registros fotográficos a comunicação urbana e a maneira como o indivíduo se relaciona com o ambiente em que transita, convive e reside – em cenários que contemplam a pichação e o graffiti, evidenciando que essas práticas integram uma linguagem cheia de significados, significações, estigmas e relações de poder, expostos aqui pelas séries Acide sur Verre e Graffiti vs Writer.

acide sur verre
Continue Reading

SINLOGO promove mostra no Trackers

tra1

No dia 08 de outubro, terça-feira, a galeria do Trackers recebe a primeira mostra do estúdio Sinlogo, um estúdio de criação, fundado em 2005, especializado em ilustração e animação, com foco em técnicas tradicionais e analógicas, como stop motion, 2D, cutout e caligrafia. A exposição fica até o dia 19 de outubro e até lá, além da série de trabalhos autorais de seus criativos, que vai da produção de desenho à filmes, passando por fotografia, ilustração e tipografia, haverá uma série de ações especiais no prédio (conhecido pelas festas itinerantes) como a palestra tipográfica sobre a história da caligrafia, tag e pixação.

As inscrições para as ações com capacidade limitada serão feitas a partir de duas semanas antes do evento, através de confirmação pelo email: mostra@sinlogobr.com.

tra2

A mostra ocupa a galeria do Trackers, no 1º andar do prédio, localizado no Centro de São Paulo e dedicado à formação de produtores de música e vídeo. No dia 08 de outubro, terça-feira, das 19h às 23h, acontece a vernissage para convidados e, após a abertura, a partir das 23h, acontece no 2º andar, uma festa do Coletivo Metanol, com entrada a R$10,00.

tra3

Confira a lista de convidados e a programação da mostra:
Filipe Grimaldi

Filipe Grimaldi é co-fundador e diretor de arte e criação na Sinlogo. Seu primeiro contato com design gráfico e web se deu em 2005. A partir de lá, após desenvolver trabalhos comerciais e autorais notáveis, inclusive na área de animação, passou a aliar caligrafia e lettering à novas formas de composição gráfica nos projetos que dirige.

Alois Di Leo

Alois Di Leo, diretor de animação e filmes, nasceu no Perú e cresceu em São Paulo, onde fundou o estúdio de animação e criação Sinlogo. Estudou direção de animação em Londres e, entre inúmeros trabalhos autorais, possui em seu currículo o curta-metragem “The Boy Who Wanted to Be a Lion (2010)”, premiado como melhor filme em animação no Stuttgart Festival of Animated Film, além de ter recebido o prêmio do Lotte Reiniger Promotion Award e ter circulado por festivais em Cannes, Hiroshima, Annecy e São Paulo.


Continue Reading