O trabalho ácido do artista Marcelo Fiedler

213409-f6ee9511eadf476aa67c15225adeba20

O trabalho do artista curitibano Marcelo Fiedler, 29 anos, que encontrei no Instagram (estava em uma vibe 80’s e fui pro ig buscar por referências), que começou desde muito cedo a ilustrar e foi aperfeiçoando sua técnica com o passar do tempo, hoje faz com que embarquemos em uma maravilhosa trip com as cores ácidas que são sentidas em suas obras.

Com uma bagagem influenciada por artistas como Keith Hering, Simon Landrein e desenhos dos anos 90’s, percebe-se em seu trabalho a constante presença de mulheres em situações cotidianas, com um ar de mistério e apresentam enormes bolas, como, um yin yang de ácido, no lugar dos olhos tornando mais complicado o relacionamento dos personagens com o espectador. Sobre isso, Fiedler diz “sempre me relacionei com mulheres que tem um ~que~ meio parecido comigo, você não sabe muito bem onde essa pessoa quer chegar, é um negócio aberto, mas não é”.

Continue Reading

Projeto Ínsual, e a transição do ser humano ao Ciborgue

in1
Já é um fato que hoje não saberíamos viver sem a tecnologia que se desenvolve dia a dia e ademas de não nos surpreendermos com todos os avanços, nos adaptamos as novidades como que em um passe de mágica e já estamos impacientes por mais. Passamos todos os dias com o celular grudado ao corpo, levamos para a cama e provavelmente é a ultima coisa que vemos antes de dormir e também a primeira ao despertar. Computadores, tablets, gadgets, futuros lançamentos como google glass o nem tão futuro assim, Apple watch, redes sociais, espaço virtual, como diria um famoso ditado popular: “O futuro é agora” não poderia estar mais certo. A relação homem e máquina é cada vez mais íntima, nos acostumamos com a tela fria e queremos mais, o que nos da a entender que a transição para o ciborgue já está perto de acontecer, quase podemos sentir e enquanto isso não acontece nos resta imaginar. Pensando nisso Jon Jacoson, artista chileno e Daniel Ramos Obregón, fashion designer colombiano se uniram para realizar o Projeto Ínsula, utilizando de plataformas digitais deram vida a uma pequena parábola que poderia ser a fusão final do humano com a máquina.

in2
Continue Reading

O universo inquietante nas ilustrações de Igor Oliver

QUERIDAS ORELHAS

Engana-se quem pensa que Curitiba, hoje, não tem uma cena emergente de arte e cultura, a capital paranaense tem crescido vertiginosamente na produção artística e revelado grandes talentos, prova disso é o trabalho do promissor ilustrador e artista visual Igor Oliver e seu projeto Sociedade da Mente Arte – um projeto que reúne suas ilustrações, poemas e imaginações. Imaginação, essa que não lhe falta, seu universo em papel é inquietante, seus personagens misturam estranhas sensações e perturbações exaltando elementos como a solidão no olhar, ingenuidade, erotismo e fantasia. A síntese de tudo isso se concentra na figura do coelho, como ponto dessa ingenuidade, inteligência e astúcia. Autodidata, o artista utiliza uma série de técnicas em nanquim, aquarela, grafite e caneta posca, para compor seu trabalho. O universo onde residem seus personagem são o refúgio do artista, que constrói pequenas narrativas íntimas, das quais transformam-se em poesia através de seu traço e sua percepção estética.

TEELEESTRADA
Continue Reading

A neon art de Chris Bracey

cb0

cb1

cb2

O mundo da arte tem lá suas semelhanças com o bom e velho rock’n’roll, vez ou outra surgem críticos e especialistas exaltando um novo estilo, prometendo ser aquele a salvação do gênero. Pois é, a bola da vez é a neon art e o midas da salvação é Chris Bracey, também conhecido como homem-neón. Seu notável trabalho é reconhecido mundialmente e teve louros colhidos até mesmo em Hollywood, onde trabalhou para diretores do Olimpo do cinema como Kubrick e Tim Burtom, já criou peças sob medida para os gostos de Vivienne Westwood, Alexander McQueen e Mulberry. Com trinta anos de experiência na arte dos letreiros iluminados, aprendeu boa parte do que faz com seu pai, começou a ter notoriedade nos anos 70′ depois de criar boa parte das fachadas luminosas do bairro do Soho em Londres. Seu trabalho vai além do ofício mercantilista e atualmente é um dos mais prodigiosos artistas da arte contemporânea, fazendo referência a cultura popular e imagens icônicas,  a cultura  da tatuagem e  declarações sugestivas. Expõe com frequência e ainda possui uma loja pop-up no próprio Soho, com uma grande quantidade de neons a venda, como disse o jornal britânico Independent em recente matéria ” Seu futuro é brilhante” e certamente, poucos hesitarão em duvidar disso.

Continue Reading

A sensibilidade nas fotografias de Alessandra Celauro

ac1

ac2

ac3

Alessandra Celauro é uma jovem estudante de arte em Assunção no Paraguai, que surpreende pela sua produção em tamanha jovialidade, demonstrando apenas que talento e senso estético não tem idade. Suas fotografias relevam um certo tom auto-biográfico, um pouco do seu estilo de vida e seus objetivos, explorando formas de expressão, memória e nostalgia.

Desperta em seu espectador sentimentos como leveza e suavidade e intriga em certos momentos por destacar um erotismo sensível e afável.

Continue Reading

Documentário: Streetart – All City Canvas por Juxtapoz

Considerado atualmente um dos melhores festivais de arte urbana internacional, o All City Canvas que é sediado na Cidade do México, reúne artistas de diversas partes do globo que tomam os muros e paredes mexicanas emprestados para mostrar seu trabalho e sua arte. Esse documentário produzido pela revista de arte emergente Juxtapoz, mostra depoimentos de diferentes artistas e cenas do festival em 20 minutos de vídeo. Sensaciinal!