Naturally por Bertil Nilsson

naturally6

O fotógrafo londrino Bertil Nilsson criou uma série de fotografias que da o nome de “Naturally”, que explora o dinamismo da forma humana ativo dentro de paisagens naturais.

O fotografo capta os movimentos explosivos de artistas de circo e bailarinos, alguns dos quais são encharcado em pó colorido entrelaçado com corpos  nus contorcidos, criando uma estética surreal que é ao mesmo tempo visceral e abstrato.

nilssonphotography20

nilssonphotography14
Continue Reading

Watary Yoshida e a anatomia de mamíferos

wat1

wat2

Somos apaixonados pelo trabalho do jovem artista japonês Watary Yoshida, já falamos de um de seus trabalhos aqui. Fascinado por anatomia e pela estética de ossos, esqueletos e músculos – o artista criou uma série de cartazes intitulada Mammals of Land que mescla ilustração, fotografia e elementos do design, combinando fotografias de mamíferos cobertos com ilustrações sutis de suas estruturas corporais.

wat6
Continue Reading

Inovação artística e moda por Maiko Takeda

maiko10

Maiko Takeda é um artista de Tokio bastante consagrado pelos seus trabalhos com formas, sombras e padrões de luzes que criam obras de arte originais que são uma mistura de alta costura e instalações de arte. Nessa obra que o artista da o nome de “Atmospheric Reentry” onde ele cria um conjunto arquitetônico que lembra espinhos de ouriço, penas de avestruz e minúsculas escamas iridescentes, tudo artisticamente tecidas juntamente com a lógica e a geometria em mente. Sua semelhança com os elementos do mundo natural estão sempre a mostra, também, como as peças de reagir fortemente a luz, o vento e as cores do ambiente em que são expostos.

Este corpo de trabalho é uma coleção de arte que inova, mostrando a capacidade do artista de usar sombra de uma maneira completamente inesperada. Muitas pessoas conheceram o trabalho de Maiko quando a artista Björk usou os adornos dessa coleção em sua turnê Biophilia pelo mundo.

maiko9
Continue Reading

Former Writer por Thomas Albdorf

albor (9)

Thomas Albdorf nasceu como Thomas Wieflingseder em Linz, Alta Áustria, em 1982. Trabalha por vários anos como Designer / Diretor de diversas empresas, estuda atualmente Transmediale Kunst na Universidade de Artes Aplicadas de Viena. Apesar de trabalhar com vários meios de comunicação, seu principal interesse centra-se em fotografia e escultura – em particular, a área de intersecção entre ambas as práticas, as suas percepções deslocando e a descontextualização causada pela distribuição de internet.

Nesse seu Projeto que o artista da o nome de Former Writer que se constitui em ambientes periféricos urbanos, buscando e encontrando objetos espalhados e abandonados, encenando-los para registrar a paisagem através de uma fotografia. Nessas divagações Thomas muitas vezes se deparou com pinturas que o levou de volta para o seu primeiro contato com a produção de arte em seus primeiros anos da adolescência: graffiti escrito, que daí surgiu a o desejo de usar spray de tinta novamente – um desejo de usar a intervenção pictórica para aplicar uma mudança contextual de objetos e cenários.

albor (1)

albor (12)
Continue Reading

La Vitesse Et La Pierre, vídeo curta conceitual de Igor Zimmermann

Igor Zimmermann é um jovem cineasta prodígio, e com 25 anos já recebeu da Swedish Advertising Association o prêmio Jovem criativo do ano. Seu trabalho consiste em registros fílmicos, que vão desde animações, propagandas à curta-metragens, recentemente lançou um curta de 12 minutos intitulado La Vitesse Et La Pierre, que fez parte da seleção do Festival de Cinema de Moda de Paris, e foi filmado no deserto do Saara ocidental e algumas locações da Noruega, retratando o sentimentalismo, o vazio, o hedonismo e a dificuldade de se encaixar na sociedade.

Para ver mais trabalhos do cineasta, visite seu site aqui.

As Mulheres Borboletas de Carsten Witte

A idéia não é propriamente nova, mulheres com asas de borboletas, ou borboletas com corpo de mulheres já permeiam no imaginário das fábulas de fantasia e da própria mitologia, ou então das fabulas infantis, a questão é que o artista e fotógrafo alemão Casten Witte realizou essa série Butterfly com maestria, destacando os diferentes aspectos da beleza feminina, da leveza à sensualidade. O nu da mulher se destaca pela segurança e sutileza que transporta ao espectador, como musas do artista, quase incorporadas como uma Vênus. O jogo de luzes e sombras dão a sensação dimensional de profundidade, uma das características técnicas que faz seu trabalho se destacar. O artista usa do corpo feminino nu sem cair no clichê e no pejorativo, sensualidade e suavidade na medida certa.

Continue Reading