Ilustrações de Natalia Sanabria

Natalia Sanabria> já é um pouco conhecida pela blogosfera e pelo Tumblr, estudante na Costa Rica ela mantém uma conta no flickr com ilustrações, pinturas e fotografias, sua arte é encantadora, principalmente pelo cuidado com os detalhes de cada desenho e pelo uso vibrante da aquarela que dá a sua obra um tom levemente inclinado às ilustrações de moda.

nat1

nat2

nat3
Continue Reading

Ilustrações de retratos realistas por Sasha Ushkevich

su1

su2

Sasha Ushkevich é daqueles artistas que te fazem encher os olhos com seu trabalho, natural da Bielorrúsia, o artista e designer gráfico cria sua arte apenas com papel, caneta, lápis e borracha, um formidável trabalho detalhista e conciso. Com um traço preciso, ele retrata as feições humanas com extremo realismo e beleza, na série em questão, Ushkevich nos mostra o estilo de vida da juventude, o que nos evidencia que apesar de culturas diferentes e distantes, existe uma homogeneização na identidade juvenil, fruto de todo um processo da globalização cultural e obviamente da internet.

su7
Continue Reading

Paper Dolls dos personagens de Girls

dll01

dll02

dll2

Girls, a série fenômeno da HBO que atualmente está em segunda temporada com sucesso de crítica e público, conta o drama vivido por quatro amigas de Nova York e suas vidas sem perspectivas ao terminarem a graduação. Amada por uns, odiada por outros, Lena Dunham a roteirista, diretora, protagonista e todas as outras funções possíveis da série, mostrou-se ser uma jovem prodigiosa ao arrematar prêmios com sua produção e ainda ser considerada a voz de sua geração. Entrando na onda desse sucesso, a designer Kyle Hilton criou paper dolls de todos os personagens da trama, para imprimir e brincar, dá pra recriar a cena da Hannah e da Marnie dançando Robyn, entre outras coisas legais, Hilton também criou paper dolls de outras séries como Downton Abbey e Happy Endings, além de ser de sua autoria a história em quadrinhos prelúdio que narra a história de MR. Bates como um herói vitoriano.
Continue Reading

O que foi, e ainda vai ser do Sundance 2012.

Se você fica perdido com tantos festivais de cinema, quais filmes ganharam o quê, quais categorias existem, ou o que cada festival preza, aqui vai um resumo do Sundance Festival: é o maior festival de filmes independentes dos Estados Unidos, com o ator Robert Redford tido como um dos seus idealizadores, a exibir filmes americanos e internacionais dentro e fora de competição, dando destaque a novos diretores e realizadores. O futuro de alguns representantes atuais do cinema como Tarantino, P. T. Anderson, Jim Jarmusch e Steven Soderbergh foram decididos aqui, pois o festival possui premiações dadas tanto pelo júri, como pelo público, e é tido como a principal porta para cineastas desconhecidos entrarem no mercado hollywoodiano.
Realizado todo ano, o Sundance exibe longas e curtas, entre ficções e documentários, que competem nas principais categorias de melhor filme, diretor, roteiro, fotografia e outras; assim como exibições temáticas fora de competição, que buscam identificar tendências na produção mundial cinematográfica. O evento desse ano foi realizado em Janeiro, e o BLCKDMNDS faz aqui uma listinha dos filmes mais legais que passaram, e ainda podem passar pelas telas brasileiras.

Continue Reading

Ilustração, colagens e geometria na obra de Kris Tate

A primeira vista, o trabalho da artista Kris Tate, lembra uma mescla de essências da Missoni com mash-up de colagens que remetem a new rave, mas é muito além disso, ela nasceu na cidade de Guatemala, onde a cultura indígena inspirou a começar a criar arte. Com forte inclinação geométrica e o amor pela estética animal, que vem do contato com suas origens, Tate cria uma arte fresca, com personalidade e originalidade, com inspiração na floresta, no tropicalismo e na união de culturas étnicas. Um verdadeiro caldeirão de ideias que resulta num trabalho inspirador.

Continue Reading

Os hipsters são bem-vindos na série Portlandia

Em o Mal-Estar na Civilização, Freud tenta explicar a segregação existente na cultura por algo que ele chama de narcisismo das pequenas diferenças, onde os homens tem a tendência de estigmatizar um indivíduo ou grupo por diferenças que podem parecer mínimas ou insignificantes, mas dado a devida atenção, pode significar a superação de tal ato ou comportamento por outro considerado mais apropriado. O que quer dizer, em outras palavras, que esse começo “cabeçudo” e pseudo-intelectual torna esse texto hipster. Só porque comecei de uma forma inusitada e presunçosa, simplesmente para falar sobre uma série de comédia que de cabeçuda não tem nada.

Portlandia, criada pela ex-Sleater Kinney Carrie Brownstein, e ex-SNL Fred Armisen, é uma série do canal IFC que retrata os moradores da cidade de Portland como autênticos hipsters em situações sem limites de canalhice. Clientes que perguntam o modo de vida da galinha que estão prestes a comer, livreiras lésbicas que não suportam ver uma mão apontando por lembrar um pênis, “artistas” que colocam imagens de pássaros em coisas e chamam de arte, são apenas alguns personagens das sketchs mais surreais e divertidas. “Portland é um lugar onde os adolescentes vão para se aposentar” é um eufemismo diante do retrato hilário que nos é mostrado, onde pessoas que parecem não ter nada mais a se preocupar, batalham para não parecerem ser o que tão ferronhamente mostram com sua rica arte DIY.

A série por enquanto teve 2 curtas temporadas com participações especialíssimas como Steve Buscemi, Aubrey Plaza, Kyle MacLachlan (que interpreta o prefeito da cidade, quando o prefeito da vida real, que é abertamente gay, interpreta seu secretário por puro amor ao show) e Aimee Mann num dos episódios mais divertidos, cujo papel é a empregada da dupla.

Se tiver de bobeira no trabalho, dá uma passada no site do IFC que eles disponibilizam várias sketchs inteiras pra assistir.

Ilustrações hipster de Harry Potter por Angela Rizza

Angela Rizza é uma jovem ilustradora novaiorquina de 22 anos, e trabalha como freelancer, no qual tem um portfolio incrível! Suas ilustrações tem uma pegada hipster e nostálgica. Com característica bem marcantes em seus desenhos, é fácil reconhecer seu trabalho. Suas ilustrações lembram contos de fadas, mundos imaginários, seres mitológicos, etc. Retratando personagens de desenhos, séries de tv, filmes, etc. Nessa série ela traz os personagens de Harry Potter.

Continue Reading