O quadro Nighthawks de Edward Hopper e suas releituras

nighthawks_by_gulliver63-d58czxh

3637568156_a89a468dc5_o1

Nighthawks  Edward Hopper

Dono de uma obra altamente original, Edward Hopper transmitiu através de suas pinturas, uma visão inquietante da vida moderna americana do XX, na qual enfatizou sobretudo a solidão e o isolamento do homem no ambiente urbano e registrou a experiência da realidade cotidiana, com sua trágica banalidade. Nighthawks (Notívagos, 1942) não é apenas seu quadro mais conhecido, como também é sua obra-prima, expressando com extrema sensibilidade a solidão e o isolamento da humanidade. No quadro, podemos perceber que suas já solitárias ruas ficam ainda mais solitárias à noite. E o espaço vazio, ainda mais inquietante quando preenchido pela escuridão. Os notívagos refugiam-se em um bar qualquer de Nova York. As mãos do casal quase se tocam, embora eles não se olhem e nem se falem, criando um efeito de estranho isolamento. A pintura foi feita em 1942, contudo poderia muito bem ser uma representação de nossa geração, no lugar de um bar teríamos um starbucks e o efeito de isolamento se daria pela desconexão humana causada pelo uso das redes sócias. Justamente por representar o crescente distanciamento humano é que a obra se mantém atual e ganha frequentes releituras, adaptações, reinterpretações, atualizações e paródias. Muitas delas fazem referência a cultura pop, se apropriando de figuras históricas, celebridades, filmes e desenhos. Enquanto outras assumem um ar mais irônico e as vezes politizado e se propõem a romper e perturbar com a inércia dos personagens originais.

Continue Reading

Dazed & Confused, MikeQ e voguing em Werk’d

FADE002-COVER-ART-LG - Cópia222

Em fevereiro, a conceituada revista Dazed & Confused deu uma festa para o lançamento de novos números de sua revista, e também para comemorar a London Fashion Week. Mas a palavra festa não faria jus: they threw a house ball. Se você ainda não acredita nas palavras do MikeQ, ou sequer sabe quem ele é ou o que representa na música hoje em dia (no shade intended), o BLCKDMNDS reforça: o Vogue nunca acabou! Com instalações do artista Matthew Stone e apresentação da Brooke Candy, pista e passarela foram preenchidas com figuras da nova cena do vogue, incluído aí o DJ MikeQ, responsável por reanimar a cena do voguing em NY, já tendo levado seu set de house, vogue e R&B inclusive aos terraços do MoMa. Recentemente, a Dazed liberou um curto, mas ótimo vídeo do Matthew Stone, usando footage da festa para explorar o imaginário das ballrooms, ao som da enérgica faixa Werk’d, colaboração do MikeQ com o Dj Sliink.

O incrível light painting em fotografias de Nova York dos anos 1970

light-paintings-eric-staller-1
light-paintings-eric-staller-2
light-paintings-eric-staller-10

Eric Staller é um artista nova-iorquino que trabalha com luzes e fotografia. É considerado por muitos como o pai dos desenhos/grafites feitos com luz. De 1976 a 1980 o artista rodou as escuras ruas de NY com uma Nikon 35mm, luzes de natal e fogos de artifício, e fez incríveis fotografias utilizando a técnica do light paiting. O projeto tinha como objetivo celebrar a magnífica arquitetura da cidade. Muitos consideram que seus desenhos feitos de luz podem ser as primeiras fotografais de Light Art Performance criadas. Staller lançou um livro chamado Out of My Mind, no qual reúne seu trabalho e possibilita um olhar mais intimo em seu processo criativo.

Quando surgia o momento, eu colocava minha Nikon em um tripé e planejava a coreografia.

Continue Reading

A Street art de The Yok & Sheryo

Com um estilo bastante singular, que traz consigo elementos da estética do design, o duo The Yok & Sheryo, que reside no Brooklyn em Nova York realiza uma street art divertida e debochada, onde o humor e o tom irônico centralizam a narrativa de sua obra, como por exemplo o canibalismo praticado por fast foods que tomam vida própria. Seus trabalhos já ganharam paredes e muros fora do limite novaiorquino, em viagens pelo sudeste asiático e pala Austrália.

Continue Reading

New York, New York por Kim Hyum June

Nós amamos NY, principalmente vídeos inspiradores como esse idealizado por Kim Hyum June, que registrou em pouco mais de três minutos um dia de verão na Big Apple, mostrando o estilo de vida de seus moradores e a própria cidade, sem glamour e sem brilho, um vídeo que evidencia o cotidiano comum de um grande centro, com artistas de ruas e suas belezas culturais. Vamos ao passeio?