As estampas icônicas e divertidas da marca Quiche

“É como se nós levássemos nossas referencias favoritas de cultura pop para jantar”, assim os donos da marca de camisetas Quiche, João Rodolfo e Rodrigo Cavalheiro, explicam da onde saem as inspirações na hora de criar estampas que misturam duas referências totalmente opostas e que acabam tendo uma conversa esteticamente harmoniosa.

desktop8

Apenas com pouco menos de um mês de lançamento, a marca surgiu após os dois parceiros terem uma noite regrada de catuaba e conversas filosóficas sem sentido. João, 22 anos, estudante de Marketing, e Rodrigo, 23 anos, estudante de Design, começaram a trocar ideias sobre quais rumos tomarem profissionalmente com pouco menos de dois anos para ambos se formarem em suas respectivas faculdades. “Começamos a conversar sobre diferentes ideias que nos ajudariam a desenvolver nossos portfólios e foi daí que surgiu a ideia da quiche”. João cuida da parte de desenvolver as estampas, assim como a distribuição e confecção, já Rodrigo responsabiliza-se pela identidade visual da marca.

14787443_1273274172724114_650284775_o

“Antes de a ideia surgir, ambos já tínhamos várias criações espalhadas pelo Tumblr, com o intuito de simples compartilhamento. Foi a partir disso que pensamos em transformar essas inúmeras concepções em empreendimento. A internet atualmente possibilita muito disso; diferentes plataformas têm ajudado muito a minha geração na hora de espalhar trabalhos e conseguir reconhecimento… é demais!”.

A personalidade da marca vem de dois personagens, Babe Walker, surgida em 2010, que ficava reclamando do seu terapeuta no Twitter, e da menina mimada e egocêntrica Ja’mie King, da série Private School Girl. “A Quiche é uma pessoa com um humor totalmente irônico e despojado, ela dá bola para assuntos sérios, mas prefere fingir que não, prefere irritar, de uma maneira tolerável, é claro.”.

joao-1

Quiche, ainda nova mercado, está atuando no Instagram, com uma coleção que mistura o desenho “Sailor Moon” com o reality show incrível das “The Real Housewives”. “Estamos com planos de fazer outra coleção que mistura It Girls com seitas satânicas. Também estamos trabalhando em maneiras de produzir conteúdos para a página da marca no Facebook, que muita gente pediu.”.

Para acompanhar e fazer parte desse universo é só a Quiche nas redes sociais.

“Esperamos inspirar nossos amigos e outras pessoas de diferentes cenários a colocarem em pratica seus projetos, através de um trabalho colaborativo e aproveitar da melhor maneira possível o que a internet nos dispõe de armas de divulgação e desenvolvimento”.

A imagem apoteótica na obra de Agnieszka Osipa

osipa1

Um universo repleto de detalhes, mistério e figuras imponentes que emergem de cenários sólidos, essa é a composição do trabalho da artista Agnieszka Osipa, uma designer de moda que reside em Gliwice, Polônia. Seu trabalho consiste na criação de trajes majestosos e sublimes, cada peça apresentada é feita à mão, onde a artista dedica toda a sua atenção aos detalhes, com superfícies inteiras sendo intricadas e frisadas em projetos complexos. Uma fusão astuta com referências que vão da apoteose medieval à mitologia celeste, com um toque fresco e contemporâneo, o resultado artesanal do seu delicado trabalho em trajes e adereços de cabeça transformam suas roupas em verdadeiras obras de arte.

osipa2

agnieszka-osipa-intro

Continue Reading

O punk tropical das chicas do Kumbia Queers

kq1

A emergência de um discurso político e de empoderamento na cena cultural não é algo realmente recente, o próprio queer aparece nos mais diversos segmentos musicais como uma alternativa ao questionamento e a visibilidade, nomes como Le1f, SSION, Hunx and His Punx, THEESatisfaction, vem se destacando no gênero e abrindo caminho para outros projetos, um deles é o Kumbia Queers, um grupo musical composto por seis chicas entre argentinas e uma mexicana. O projeto se iniciou em Buenos Aires em 2007, onde a princípio suas participantes tocavam covers de Madonna, Ramones e Black Sabbath, parodiando-os para o ritmo de cumbia, com letras cheias de queerzismos e muito humor. Elas possuem quatro discos lançados, desde então, Kumbia Nena de 2007, La Gran Estafa del Tropipunk (2010), Pecados Tropicales (2012) e o recém lançado Canta y no Llores.

kq2

A mescla entre o ritmo de cumbia e o punk juntamente com muito groovy não poderia estar mais afinada, e faz qualquer um dançar desde o primeiro instante de audição. ¡Que lo disfruten!

¡que lo disfruten!

A Garota do Tumblr virando uma popstar

Captura de Tela 2015-08-04 às 14.39.36

Quem é a tal garota de visual mutante e cabelos coloridos que parece viver num mundo que só existe no Tumblr e que atualmente está dominando os comentários nas redes sociais por onde passa? O seu nome, ainda não conhecido por muitos, é Halsey, uma grande e produzida promessa em um novo cenário musical classificado como “Dark Electro-Pop” americano.
Aproveite pra conhecer e se render aos encantos de Halsey, que vem com uma pitada de Lorde, Lana Del Rey e Charli XCX ao mesmo tempo. Definitivamente uma garota pra gente não tirar os olhos.

Halsey, que na verdade é um anagrama do seu verdadeiro nome, Ashley, é uma americana de apenas vinte anos de idade que vem ganhando a cada dia um espaço maior na internet e fora dela. Sem nunca ter tido a ideia de se tornar uma popstar, Ashley, na época, ainda sonhava em tentar uma faculdade de Belas Artes antes de entrar, através da internet, no ramo da música. Onde foi devido ao seus “covers” postados no YouTube e Soundcloud que ela acabou sendo descoberta e assinando contrato com uma importante gravadora.

Continue Reading

O inusitado e o surreal na fotografia de Brian Oldham

brian0

Ele é o novo queridinho da cena, pipocou em todos os sites e blogs de arte e está no seleto grupo de artistas contemporâneos a compor o prestigiado catálogo da Galeria Saatchi. Com um trabalho constante, as produções do jovem artista de Los Angeles, Brian Oldham, derivam de uma visão rica e extraordinária com base na abordagem conceitual para uma variedade de temas, desde a imagem do auto-retrato à diferentes contrastes e possíveis conexões entre a natureza e o homem, que vão para além dos limites do tempo e espaço. O inusitado e o surreal fazem parte do escopo que compõe sua arte e atrai uma quantidade bem significativa de admiradores, mostrando que artistas que nascem na era web, não necessariamente permanecem nela, Oldham mostra justamente o contrário, rompendo as barreiras e levando seu trabalho para as mais prestigiadas galerias e museus. Uma ode ao século XXI.

brian1
Continue Reading

O eletrônico sombrio e experimental do Lorn

lorn0

Natural de Wisconsin, Marcos Ortega, conhecido pelo nome artístico de Lorn, tem se destacado na cena eletrônica underground – com uma pegada obscura e sombria, o Dj e produtor assinou com o selo Ninja Tune do Flying Lotus e desde então tem apresentado um conjunto de produções concisas e mais elaboradas, em sintonia com um projeto visual igualmente competente. Seu último vídeo Acid Rain, incrível, diga-se de passagem, demonstra esse amadurecimento. Tem tudo pra embalar as pistas darks mais espertas por aí.

Para conhecer mais:
Facebook
Soundcloud

O universo inquietante nas ilustrações de Igor Oliver

QUERIDAS ORELHAS

Engana-se quem pensa que Curitiba, hoje, não tem uma cena emergente de arte e cultura, a capital paranaense tem crescido vertiginosamente na produção artística e revelado grandes talentos, prova disso é o trabalho do promissor ilustrador e artista visual Igor Oliver e seu projeto Sociedade da Mente Arte – um projeto que reúne suas ilustrações, poemas e imaginações. Imaginação, essa que não lhe falta, seu universo em papel é inquietante, seus personagens misturam estranhas sensações e perturbações exaltando elementos como a solidão no olhar, ingenuidade, erotismo e fantasia. A síntese de tudo isso se concentra na figura do coelho, como ponto dessa ingenuidade, inteligência e astúcia. Autodidata, o artista utiliza uma série de técnicas em nanquim, aquarela, grafite e caneta posca, para compor seu trabalho. O universo onde residem seus personagem são o refúgio do artista, que constrói pequenas narrativas íntimas, das quais transformam-se em poesia através de seu traço e sua percepção estética.

TEELEESTRADA
Continue Reading

Conheça o pop contemporâneo da Kiiara

Kiiara
Todos os dias nós somos expostos músicas novas e artistas que são tidos como promessas para o cenário musical, mas nem sempre a maioria deles recebe atenção suficiente para nos fazer ouvir mais do que apenas a sua música de trabalho. Com “ Gold”, no entanto, faixa de estreia da mais nova revelação pop Kiiara, temos a sensação de que ouvir a sua faixa – escrita por ela e produzida por Felix Snow – apenas uma vez não será algo fácil de fazer.

A garota de apenas 20 anos, que durante o dia trabalha em uma loja de Hardware no estado de Illinois nos Estados Unidos, salva as horas vagas para focar em seu projeto paralelo e compor músicas para si mesma. O single é uma mistura de pop com um trap encorpado,  e a voz doce e sussurrada da cantora, formam uma melodia que gruda na cabeça.

A artista já está tocando nas rádios de Los Angeles, e já ganhou reconhecimento de artistas como Tove Lo e Vanic. Seu EP intitulado “Meet Me In The Cornfield” ainda não tem estreia prevista.