O inusitado e o surreal na fotografia de Brian Oldham

brian0

Ele é o novo queridinho da cena, pipocou em todos os sites e blogs de arte e está no seleto grupo de artistas contemporâneos a compor o prestigiado catálogo da Galeria Saatchi. Com um trabalho constante, as produções do jovem artista de Los Angeles, Brian Oldham, derivam de uma visão rica e extraordinária com base na abordagem conceitual para uma variedade de temas, desde a imagem do auto-retrato à diferentes contrastes e possíveis conexões entre a natureza e o homem, que vão para além dos limites do tempo e espaço. O inusitado e o surreal fazem parte do escopo que compõe sua arte e atrai uma quantidade bem significativa de admiradores, mostrando que artistas que nascem na era web, não necessariamente permanecem nela, Oldham mostra justamente o contrário, rompendo as barreiras e levando seu trabalho para as mais prestigiadas galerias e museus. Uma ode ao século XXI.

brian1
Continue Reading

O eletrônico sombrio e experimental do Lorn

lorn0

Natural de Wisconsin, Marcos Ortega, conhecido pelo nome artístico de Lorn, tem se destacado na cena eletrônica underground – com uma pegada obscura e sombria, o Dj e produtor assinou com o selo Ninja Tune do Flying Lotus e desde então tem apresentado um conjunto de produções concisas e mais elaboradas, em sintonia com um projeto visual igualmente competente. Seu último vídeo Acid Rain, incrível, diga-se de passagem, demonstra esse amadurecimento. Tem tudo pra embalar as pistas darks mais espertas por aí.

Para conhecer mais:
Facebook
Soundcloud

O universo inquietante nas ilustrações de Igor Oliver

QUERIDAS ORELHAS

Engana-se quem pensa que Curitiba, hoje, não tem uma cena emergente de arte e cultura, a capital paranaense tem crescido vertiginosamente na produção artística e revelado grandes talentos, prova disso é o trabalho do promissor ilustrador e artista visual Igor Oliver e seu projeto Sociedade da Mente Arte – um projeto que reúne suas ilustrações, poemas e imaginações. Imaginação, essa que não lhe falta, seu universo em papel é inquietante, seus personagens misturam estranhas sensações e perturbações exaltando elementos como a solidão no olhar, ingenuidade, erotismo e fantasia. A síntese de tudo isso se concentra na figura do coelho, como ponto dessa ingenuidade, inteligência e astúcia. Autodidata, o artista utiliza uma série de técnicas em nanquim, aquarela, grafite e caneta posca, para compor seu trabalho. O universo onde residem seus personagem são o refúgio do artista, que constrói pequenas narrativas íntimas, das quais transformam-se em poesia através de seu traço e sua percepção estética.

TEELEESTRADA
Continue Reading

Conheça o pop contemporâneo da Kiiara

Kiiara
Todos os dias nós somos expostos músicas novas e artistas que são tidos como promessas para o cenário musical, mas nem sempre a maioria deles recebe atenção suficiente para nos fazer ouvir mais do que apenas a sua música de trabalho. Com “ Gold”, no entanto, faixa de estreia da mais nova revelação pop Kiiara, temos a sensação de que ouvir a sua faixa – escrita por ela e produzida por Felix Snow – apenas uma vez não será algo fácil de fazer.

A garota de apenas 20 anos, que durante o dia trabalha em uma loja de Hardware no estado de Illinois nos Estados Unidos, salva as horas vagas para focar em seu projeto paralelo e compor músicas para si mesma. O single é uma mistura de pop com um trap encorpado,  e a voz doce e sussurrada da cantora, formam uma melodia que gruda na cabeça.

A artista já está tocando nas rádios de Los Angeles, e já ganhou reconhecimento de artistas como Tove Lo e Vanic. Seu EP intitulado “Meet Me In The Cornfield” ainda não tem estreia prevista.

 

 

 

Seis novas apostas musicais que você precisa conhecer

girlpower

Houve um tempo em que a internet era uma ferramenta mais precisa na difusão de artistas emergentes, há quem sugira que a bloghouse, responsável por catapultar uma centena de novos nomes na música esteja em seus últimos suspiros, em crise ou não, ano a ano aparecem outras centenas de novos nomes tentando um lugar ao sol no avassalador e disputado mercado musical. Nós ainda acreditamos nesse potencial da web 2.0 e em todo caso, listamos seis novas apostas musicais cheias de GIRL POWER para vocês.

Kehlani
kehlani

Natural de Oakland, a jovem Kehlani aponta no cenário do hip hop/ r&b underground como um grande nome para 2015 e se der sorte, para os anos seguintes. Seu álbum ‘You Should Be Here’ já é destaque em blogs especializados pela rede como um dos melhores álbuns do ano até agora.

A revista Billboard não poupou elogios, sua turnê de estréia já está praticamente esgotada e ninguém menos do que Rick Rubin já a adotou como queridinha do momento.

Tkay Maidza
Tkay

Nascida no Zimbábue e naturalizada na Austrália, Takudzwa Victoria Rosa Maidza, conhecida pelo nome de Tkay Maidza tem sido comparada com M.I.A. e Azealia Banks, mas as comparações ficam apenas no fato da garota ser rapper com traços multi-étnicos. Sua música é puro apelo pop, prova disso é que Tkay já performou o hit Fancy juntamente com Charli XcX. A cantora já se apresentou no SXSW 2014, juntamente com outros rappers do mundo todo, incluindo o rapper paulistano Rashid. U-Huh tem tudo pra ser o hit das duas da manhã nas pistas mais descoladas da noite, alguém duvida?


Continue Reading

Melancolia e hedonismo no curta ‘El Ultimo Toque’ de Gabriel N. Andreolli

gab2

Lembra quando falamos do trabalho literário do jovem Gabriel N. Andreolli aqui? Pois é, agora o menino prodígio surge para nos apresentar seu trabalho cinematográfico, sim, além de poeta, ele investe na sétima arte. Estudante de Cinema na Universidad del Cine em Buenos Aires na Argentina, Gabriel produziu um curta-metragem intitulado El Ultimo Toque, nele, podemos concluir que seja lá qual for a plataforma por ele utilizada, terá sempre em seu trabalho a assinatura da essência poética. Simples, honesto, singelo e tocante, o curta mostra com delicadeza o sentimento da ausência, explorando os meandros obscuros da melancolia e do hedonismo, naquele que seria o último toque.

Olho nesse menino!

Conheça “Reality Road” e caia na estrada com Mapei

mapei1

Acho que todos já sonhamos com a ideia de mochilar pela Europa, não é mesmo? Agora imagina se você pudesse fazer isso participando de um reality show com sua melhor amiga e ainda gravar um clipe para seu novo single? Foi exatamente isso que aconteceu com a cantora sueco-americana Mapei, que foi convidada para estrelar o “Reality Road”, série que faz parte da nova campanha de marketing da Volvo Trucks.

Pra quem estava com saudade da cantora, que não lançava nada novo desde o ano passado, quando estourou nas paradas do mundo todo com o hit “Don’t Wait”, dessa vez, ela e sua amiga Liza Morberg,  uma também conhecida diretora de clipes na Escandinávia,  foram convidadas a embarcar  em uma  viagem de caminhão, durante 9 dias, passando por 6 países da Europa, gravando o clipe de seu novo single “Million Ways to Live”, música composta especialmente para o programa e que faz parte de seu novo disco, com estreia prevista para o segundo semestre de 2015.
mapei2

Junto com as duas, embarcam também o motorista do caminhão, Jens Karlsson, e sua cachorrinha Sushi. Diversas aventuras acontecem e o entrosamento das duas, em frente e fora das câmeras é incrível, vale a pena conferir. A série conta com um total de oito episódios, que já estão publicados no canal do YouTube da Volvo Trucks. O resultado dessa aventura você confere no videoclipe, será lançado no dia 2 de julho, junto com a versão integral da música.

 

Documentário mostra a batalha de banda brasileira em NY

Fleeting Circus_Credito_Carolina_Caffé (2)
Foto: Carolina Caffé

O sonho de muitas bandas de rock nacionais é ter a chance de ultrapassar as barreiras geográficas e conquistar o seu lugar ao sol em outro país. Nova York foi o local escolhido para dar os primeiros passos daqueles que seriam conhecidos como “Brooklyn Days”, documentário que conta os obstáculos e vitórias da banda Fleeting Circus em sua primeira turnê internacional. O material foi dividido em três episódios, de cinco minutos cada, e vai ser disponibilizado semanalmente no canal oficial da banda no Youtube.

Na busca de melhores perspectivas para seu trabalho, os músicos brasileiros que arriscam sair do país vão encontrar um local ora diferente e frio, ora acolhedor. Com a Fleeting Circus, foi a segunda opção. Situados em Williamsburg e Bushwick, eles fizeram grandes amizades por lá, entre elas a diretora Carolina Caffé, que comprou a ideia do projeto de um documentário sobre a turnê dos rapazes em terra ianque.

A solução para divulgar o documentário de forma que todos pudessem ter acesso, e assim, aprender com a experiência da banda, foi disponibilizar os vídeos gratuitamente no Youtube. Com linguagem objetiva, o documentário mostra que estar longe de casa não é fácil, porém ao subir no palco, nada mais importa. O formato em três episódios de poucos minutos é uma forma de acompanhar a tendência atual de passar informação rapidamente, sem perder o principal objetivo: produzir música de qualidade.

Fleeting Circus_Credito_Carolina_Caffé (3)
Foto: Carolina Caffé

Primeiro álbum, primeira turnê fora do país e um público totalmente novo. O documentário “Brooklyn Days” surgiu da vontade de registrar esse divisor de águas que a banda estava passando. “Acredito que vivemos uma época muita boa em Nova York, e encontramos uma resposta positiva para nosso trabalho. Nada melhor do que filmar e compartilhar com os fãs essa história tão única”, conta o guitarrista da Fleeting Circus, Felipe Vianna.

Acostumados a lidar com a música de diversas formas, a banda encara o mercado musical de um jeito diferente das bandas nacionais, sempre encontrando uma maneira de trabalhar com música, fosse produzindo trilhas sonoras para novelas, filmes e, até mesmo, como banda ao vivo no show circense do Unicirco Rock Show. De acordo com Felipe, a viagem serviu para “confirmar a concepção de que a Fleeting Circus pode seguir a identidade de uma touring band, apresentando uma música autoral de boa qualidade e com um público interessado em apreciar o material”, analisa.

Da Assessoria