Instalações de arte em papel por Felipe Sepúlveda

felp1

felp2

Quem acompanha o BLCKDMNDS sabe do nosso apreço pelas artes manuais, principalmente as mais minuciosas, é o caso do trabalho do artista chileno Felipe Sepúlvuda, que propõe uma instalação de arte desenvolvida a partir de três superfícies de papel cortadas manualmente (39 x 117 centímetros de cada superfície de papel). Das mesmos silhuetas de papel constrói uma paisagem rural inspirada pela geografia chilena, especificamente as paisagens de beira de estrada que cortam o país. Seu principal interesse por esse projeto é explorar as possibilidades de materiais de papel e a sua bidimensionalidade em condição tridimensional. Usando recursos como luz, sombra e um intenso trabalho manual que envolve o corte de milhares de miniaturas, tenta produzir cenas semelhantes ao original, fornecendo novas perspectivas espaciais e temporais. Simplicidade, originalidade e um trabalho de encher os olhos!

Continue Reading

A arte digital desfragmentada de David Marinos

14548195076_60598492b0_b

14489888600_0b27e18f44_b

Com apenas 16 anos, o jovem e prodigioso artista que reside em Atenas na Grécia, David Marinos, cria uma arte fresca, original e transcendente. Por meio da junção de arte, fotografia digital e mídia o jovem transmite um certo domínio técnico na execução de sua arte, que claramente recebe influencias estéticas do vaporwave. Apesar de novo, o artista passou parte de sua vida transitando entre diversos países, algo que remete no multiculturalismo de sua obra, que também contempla uma narrativa que faz jus ao pós estruturalismo teórico, presente na mistura de elementos anacrônicos e desfragmentados. Centrado no hedonismo da juventude e nos valores efêmeros da estética, Marinos faz uma arte imponente e irreverente ao mesmo tempo sem soar pedante ou clichê, com certeza um nome a se tomar nota.

14569555604_e076ecc2cc_b
Continue Reading

Esculturas tridimensionais e psicodélicas de Jen Stark

cola1

cola2

Com um trabalho meticuloso, o artista americano da Flórida Jen Stark, recorta e molda milhares de folhas de papel para criar suas bela esculturas tridimensionais. Influenciado por coisas como buracos negros e conceitos da física – constrói um trabalho notável dentro da arte contemporânea baseado na replicação e no infinito.

cola3
Continue Reading

Jardim Dos Sentidos – Em êxtase – por Ary Regis Lima

opção 2

801 (2)

357

Já falamos do trabalho do promissor e prodigioso fotógrafo brasileiro Ary Regis Lima aqui. Apresentamos agora o segundo ato do excelente projeto Jardim dos SentidosEm êxtase – é fruto de um aprofundamento das elucubrações imagéticas do fotógrafo – resultando num trabalho de experimentação híbrida das referências que povoam o seu universo pessoal e suas necessidades de produzir fotografias que estimulem novos parâmetros de percepção da imagem, quebrando com o realismo-naturalista que nos é entregue diariamente através do fluxo imagético. A mitologia aliada à cultura pop em conjunto com a sua própria percepção de arte clássica, tendo como principal referência o trabalho de Boticelli, norteiam uma narrativa ímpar, cheia de contrastes: delicadeza e voracidade, sensualidade e erotismo, ambos ambientados numa atmosfera clássica. Ary consegue mais uma vez dar o tom a uma execução contemporânea excepcional, sem cair no perigo de soar anacrônico, ou na pior das hipóteses – cafona. Sem sombras de dúvida, Ary Regis Lima é um nome a se tomar nota nessa nova fotografia brasileira.

056 - Cópia-Recovered
Continue Reading

FashionHunt – Bicicleta

bike26

bike24

Não é só no Brasil que mobilidade pública é um problema, uma das alternativas possíveis adotadas em grandes capitais como Nova York, Londres e Berlim é o uso de bicicletas – ecologicamente corretas, moderadamente ágeis e práticas, as magrelas caem no gosto popular e dão um charme todo especial. Aposta certa, responsável e com um toque vintage que a gente adora!

bike2

bike21
Continue Reading

Rico – A promessa da música eletrônica brasileira

rico_pool

Nem parece brasileiro – essa é uma reação unânime pra quem ouve Rico pela primeira vez, talvez seja a nossa síndrome de vira-lata falando mais alto ou apenas a falta de uma referência sólida na produção nacional de música eletrônica. A verdade é que não temos uma tradição na música eletrônica, apesar de já termos revelado grandes nomes como Renato Ratier, Marky, Andy e mais recentemente Boss in Drama e Zegon.

O jovem produtor mineiro, Rico, chega pra virar esse jogo e desponta como uma promessa da nova safra de artistas dispostos a arriscar no campo da House. Envolvido com a música desde muito cedo, começou a produzir aos dezessete anos e tem na bagagem referências que vão de Julio Bashmore, Machinedrum à George Fitzgerald, muita coisa brasileira e principalmente a famosa house dos anos 90′. Sua música é elegante, envolvente, rica em referências, sofisticada e muito bem elaborada. Então dá o play e vem ouvir essa delícia com a gente!

O verão romântico na coleção ‘Planta na Varanda’ da Cycleland

cycle

5

A marca Cycleland, formada pela designer de moda Naly Cabral e pelo designer gráfico Rafael Afonso (que nós já falamos aqui) retorna a nossa página para apresentar sua nova coleção cápsula ‘Planta na Varanda‘, uma coleção que preza pela simplicidade, conforto e pela elegância, características que remetem a uma leitura literal do nome da coleção. Planta na Varanda simboliza isso, um conceito simples e bem executado, com o uso dos já característicos tecidos naturais e inteligentes que a marca agrega.

A marca tem em seu DNA uma forte aproximação com um movimento crescente no Brasil no uso da bicicletas no cotidiano, até como forma de inspiração, e essa consciência e liberdade refletem também na maneira com que as coleções são criadas. As coleções em formato cápsulas, que por sinal crescem vertiginosamente no cenário do mercado de moda, propiciam essa aproximação com o consumidor, que acaba se sentindo pertencente à temática elaborada pela dupla. No caso de Planta na Varanda é esse o sentimento despertado, uma essência extremamente cosmopolita combinado com um toque desacelerado, simples e aconchegante, típicos do interior do país. Chic, romântico e consciente.

cycleland-ed07-03-2_0
Continue Reading